Arquivo da tag: perder peso

4 exercícios para queimar gordura mesmo depois do treino

Nem todos os exercícios limitam a perda de peso à duração da prática, significa dizer que, algumas atividades ativam o metabolismo de tal forma que a queima de gordura permanece por até 48 horas. É o que nos mostra o personal Vinícius Possebon com um treino simples e específico para quem quer continuar perdendo peso após as atividades

Treino para acelerar metabolismo

Exercício #1

Deitar no chão com o peito para baixo, faz o movimento de saltar para frente e pula. Fazer o exercício por 15 segundos.

Exercício #2

Corrida parada para recuperar o fôlego para o próximo exercício de alta intensidade. Fazer a caminhada por 1 segundos.

Exercício #3

Fazer o movimento de agachamento até o máximo onde conseguir descer, levantar e saltar. Lembrar de jogar o quadril para trás e não os joelhos para frente. Quanto mais baixo conseguir descer, mais você vai estar trabalhando o glúteo. Fazer por 15 segundos.

Exercício #4

Saltos parado, como se você tivesse pulando corda. Fazer por 15 segundos.

Orientação

Repetir a sequência toda dez vezes, vai dar um total de dez minutos de treino.

O que acontece com o organismo?

A queima prolongada tem como base os princípios do HIIT (Treino Intervalado de Alta de Intensidade, na sigla em inglês). Esse tipo de treino prioriza exercícios de curta duração e maior intensidade para perda de peso.

Ocorre que quando você realiza um treino muito intenso, acaba utilizando uma grande quantidade de oxigênio que faz com que o metabolismo fique bastante acelerado, gastando energia durante todo período em que o corpo ainda não voltou à situação de repouso. Neste período, a perda calórica pode ficar até 15% acima do normal, mesmo quando a pessoa está descansando.

Conteúdo tirado do Site Vix.

Nayara eliminou 27kg em 8 meses com o Dieta e Saúde

Se adaptar à uma nova rotina pode ser algo complicado. E, muitas vezes, essa complicação pode acabar se refletindo nos dígitos da balança. Nayara, universitária em tempo integral, sentiu na pele o que é passar por isso. Em agosto de 2017, ela decidiu mudar isso com o Dieta e Saúde. Desde então, já foram 27kg eliminados! Confira sua história a seguir:

Você sempre teve problemas com o peso?

Sim, sempre fui muito encabulada com meu peso. Nunca gostei do que olhava no espelho. Ainda não gosto, mas isso já melhorou bastante! Na minha casa, todo mundo sempre foi “gordinho”. Sofri muito bullying, principalmente na infância e na adolescência. Por causa disso, sou um pouco “complexada” com essas coisas. Minha maior dificuldade sempre foi – e ainda é – me aceitar. Eu não conseguia me achar bonita e achava que ninguém nunca iria achar. Na minha cabeça, as pessoas magras sempre eram melhores do que eu. 

Na minha adolescência – quando eu já vinha brigando com a balança há um bom tempo – conheci uma ótima nutricionista na minha cidade natal.  Comecei a me consultar com ela aos 16 anos, quando eu pesava 113kg. Eu estava enorme e muito acima do peso. Tive muito sucesso com a dieta e cheguei a emagrecer 20kg! Tive muito incentivo da minha mãe, que pagava a nutricionista e até academia. O que me faltava mesmo era a força de vontade. Prova disso é que, depois de um tempo, ficou tudo muito “rotineiro” e eu fui perdendo o foco… já não estava mais me alimentando direito e, um tempo depois, entrei na faculdade. Agora, morando sozinha, as coisas só pioraram. Eu não sabia cozinhar, então só comia “porcarias”. No almoço, passava longe das opções saudáveis. Depois de um bom tempo sem subir na balança, decidi encará-la. Resultado: eu já estava, novamente, com 100kg. Aquilo foi o que bastou para eu decidir mudar. 

Quando foi o momento da virada?

No dia 1º de agosto de 2017, aos 22 anos, decidi mudar de uma vez por todas. Eu ia me formar em 2018 e não queria – de jeito nenhum – sair daquele jeito nas fotos. Foi quando baixei o Dieta e Saúde e, desde então, já se foram 27kg perdidos! Meus amigos e familiares também me apoiaram muito nesse processo, embora alguns digam que já esteja na hora de parar de emagrecer.

Quais foram as maiores dificuldades?

O maior obstáculo é a falta de tempo. Meu curso é em tempo integral, então passo a maior parte do tempo na faculdade. Só consigo ir malhar à noite e, quando tenho provas, fica difícil de ir para a academia. Algumas vezes, acabo tendo que deixá-la de lado – isso me chateia um pouco, mas sempre coloco a faculdade em primeiro lugar.  Uma outra dificuldade é manter uma boa alimentação fora de casa. Como passo o dia todo na faculdade, tenho que planejar toda as minhas refeições no dia anterior. Com o passar do tempo, me aprimorei nisso e, hoje em dia, é bem mais fácil. Como eu moro sozinha, a comida dura bastante, o que faz com que minhas refeições acabem sendo iguais durante a semana. 

Como você se sente depois de ter emagrecido com o Dieta e Saúde?

A reeducação alimentar hoje faz parte de mim! Ela não é algo passageiro como uma dieta. Eu aprendi a comer melhor e me sinto bem com isso. Antes eu não ligava para legumes e saladas. Hoje, se vou a um lugar que não tenha essas opções, parece que minha refeição não está completa. Café da manhã para mim era sinônimo de pão. Agora, quase não como pão e estou muito bem com isso – prezo muito mais pela minha vitamina matinal. Mas, claro, tem dias em que eu saio dos planos e acabo comendo algo mais calórico.  O que importa é que, no dia seguinte, não tenho aquela sensação de culpa. Reeducação alimentar é isso: eu não me privo, eu vivo.

Como está sua autoestima agora?

Mudou muito! Ganhei uma vida nova, com mais autoestima, saúde e disposição. A minha mudança física é a que me deixa mais feliz. Ainda não estou 100% contente com meu corpo, mas estou caminhando para isso. Me sinto bem mais disposta agora. Antigamente, eu odiava acordar cedo, ainda mais para fazer exercícios. Hoje, adoro acordar cedo e aproveitar a manhã para me exercitar! Me sinto mais animada, mais feliz. Recebi – e ainda recebo – muitos elogios de amigos e familiares. Até hoje, as pessoas fazem questão de me dizer o quanto mudei, o quanto emagreci e como estou bonita – o que é sempre uma ótima motivação. Meu guarda-roupas mudou bastante e ainda está mudando. Quando comecei, usava calças 46/48. Em dezembro do ano passado, comprei algumas calças 44 e agora elas já estão bem largas em mim! Minhas blusinhas também saíram do G e GG para o tamanho M.

Como foi sua experiência com o Dieta e Saúde?

Conheci o DS na Play Store. Achei um aplicativo de fácil acesso e me adaptei muito fácil! Logo nos primeiros quilos perdidos, via que o aplicativo estava me ajudando muito nessa caminhada. Já estou usando o Dieta e Saúde há 8 meses e posso dizer que ele é meu verdadeiro parceiro de emagrecimento. Sempre anoto tudo no diário e, inclusive, já recomendei o aplicativo para várias amigas!

O que você gostaria de dizer para motivar quem está lendo sua história?

Não desiste de você! O começo não é fácil – nunca é – mas, no futuro, você irá se orgulhar tanto de você, que isso transborda em ainda mais energia, alegria e motivação! Você pode alcançar tudo o que desejar!

 

Nutricionista elimina 18kg em 4 meses com o Dieta e Saúde

Cintia, assim como muitas outras pessoas, teve uma infância traumática devido ao excesso de peso. Quando adulta, decidiu fazer faculdade de Nutrição. No entanto, foi só depois de conhecer o programa de emagrecimento do Dieta e Saúde que ela conseguiu realizar o sonho de emagrecer. Confira, a seguir, a entrevista que ela concedeu para nós:

 

  • Você sempre teve problemas com o seu peso?

Sim, sempre. Tive uma infância bem traumatizada em função do bullying que sofria. Sempre fiz muitas dietas, mas nunca obtive muito sucesso. Sofria demais por nunca conseguir usar as roupas que eu gostava. Em 2006, entrei para a faculdade cursando Nutrição –  olha só a ironia do destino. Me formei e, graças a Deus, sou uma boa profissional, mas a cobrança por causa do peso –  justamente por ser nutricionista – me fizeram tomar a atitude necessária para realizar uma reeducação alimentar, e não mais uma simples dieta.

  • Quando você decidiu que precisava mudar?

O ano de 2017 foi quando cheguei no auge do meu peso: eu estava com 92,5 kg. Lembro que em novembro daquele ano, fui ao aniversário de uma amiga e, depois de ver as fotos da festa, quase tive um infarto (risos). Eu já não me reconhecia ali, então vi que precisava mudar pelo meu próprio bem, pela minha saúde.

Assim que cheguei em casa, fui pesquisar na loja de aplicativos se existia alguma coisa que pudesse me ajudar a fazer um controle de calorias. E então, descobri o Dieta e Saúde. Adorei, pois o app me deixa bem a vontade de fazer minhas escolhas. Eliminei em torno de 2kg logo na primeira semana, achei incrível!

Cintia com 92,5kg

Cintia com 74,5kg

  • Foi difícil no começo?

O início do processo foi um pouco difícil, pois aderi a uma alimentação com muito baixo percentual de carboidratos, somente proveniente de frutas e verduras. Também realizo treinamento funcional duas vezes por semana.  Nos momentos em que saio com minha família para comer fora, não saio do meu planejamento. Esta é a chave para o sucesso!

  • Quais foram os seus maiores resultados com o Dieta e Saúde?

Hoje, tenho disposição para sair, trabalhar, me sinto muito melhor. Muita roupa que não servia mais agora serve e algumas acabei perdendo, pois ficaram enormes. Reduzi o manequim e aumentei a autoestima. Todos na minha família, amigos e colegas de trabalho me parabenizam e dão forças para que eu continue no caminho. Foram 18 kg eliminados, hoje peso 74,5kg. Confesso que, no momento, quase não tenho o que vestir, mas optei por não renovar o guarda-roupa ainda, pois pretendo chegar aos 67kg.

  • Do que você mais gosta no Dieta e Saúde?

A comunidade, com certeza! A troca de experiências, de angústias, um ajudando o outro a emagrecer e se manter motivada… é incrível! Ficamos realmente felizes pelas conquistas do próximo.

  • Você já imaginou que seria um Caso de Sucesso DS?

Nunca imaginei!  Eu já tinha lido a história de todos os outros Casos de Sucesso no blog e ficava torcendo para que, um dia, eu conseguisse perder peso assim também. O Dieta e Saúde é meu grande companheiro, estou quase sempre conectada e indico para todas as minhas amigas.

Se eu pudesse dizer algo para motivar as pessoas que estão lendo essa história, seria: Nunca desista. Aquilo que parece estar muito longe, pode estar bem pertinho! Precisamos, realmente, querer e jamais pensar em desistir! Obrigada, Dieta e Saúde, por ter me ajudado e ainda estar ajudando!

O que comer em cada refeição para emagrecer?

Um dos conselhos mais comuns dados por avós a netas que querem emagrecer é “no café da manhã, coma como uma rainha, no almoço, como uma princesa e, no jantar, como uma mendiga”. Mas será que a velha máxima ainda vale? Sim, garante o médico nutrólogo Edson Credidio. A manhã é mesmo o período do dia em que menos engordamos e a noite o momento em que o metabolismo desacelera e o acúmulo de gordura fica favorecido.

Uma pesquisa da Universidade de Minnesota (EUA), realizada com 2.200 adolescentes, confirmou a importância do café da manhã para o processo de emagrecimento ou de manutenção do peso. Cinco anos após o início do estudo, aqueles que tomavam café da manhã diariamente ganharam menos peso e apresentaram Índice de Massa Corpórea (IMC) menor do que os que não tomavam. Além disso, durante o período em que os jovens foram acompanhados, quem comia de manhã mantinha uma alimentação mais saudável ao longo do dia e era mais ativo fisicamente do que quem pulava a refeição.

Além de ajudar a emagrecer, o desjejum faz bem para a saúde. “Entre o intervalo da última refeição e a primeira do dia seguinte, há um longo período em jejum. Mas, também nesta fase, houve a queima de glicose e de glicogênio. Ao acordar, os níveis dessas substâncias estão muito baixos e precisam ser repostos”, explica a responsável pela equipe nutricional do Minha Vida, Roberta Stella.

O café da manhã, portanto, deve ser bem caprichado, aconselha Credidio. “Dessa maneira, você começa o dia com disposição e dispõe de um bom rendimento nas atividades cotidianas”, completa Roberta. Para darem energia, os alimentos do café da manhã devem conter principalmente carboidratos, encontrados nos pães, nas frutas e nas geleias. Além disso, leite e derivados (queijos e iogurtes) fornecem proteínas e cálcio. As fibras, encontradas nas frutas, trazem saciedade e melhoram o funcionamento do intestino.
Segundo Credidio, um bom cardápio é café com leite, duas fatias de pão integral com queijo, cottage ou requeijão, um copo de iogurte com cereais, uma fruta (variar sempre) e oleaginosas (uma noz, uma castanha do Pará e cinco pistaches). Outra opção, mais contida, é uma fatia de pão integral, uma maçã, uma fatia média de queijo minas light e uma xícara de café com leite.

O almoço, a segunda refeição principal do dia, não deve ser omitido ou reduzido. “Ele irá fornecer energia para que possa seguir o dia desenvolvendo as atividades adequadamente. Muitas pessoas relatam que, à noite, sentem muita fome e cometem excessos nesse período. Normalmente, isso acontece quando o almoço foi deixado de lado”, afirma a nutricionista do Minha Vida.

Um exemplo de almoço balanceado é formado por 3 colheres (sopa) cheias de arroz cozido, meia concha média de feijão cozido, um filé médio de peixe cozido, uma colher (sopa) cheia de vagem cozida, uma colher (sopa) cheia de cenoura cozida, três colheres (sopa) cheias de rúcula, duas colheres (sopa) rasas de molho de iogurte e uma fatia pequena de melão de sobremesa.

O jantar, que fecha a alimentação do dia, deve suprir o corpo com os nutrientes que ficaram faltando. “Essa refeição prepara o corpo para o sono. Por isso, deve fornecer energia e volume alimentar adequados, evitando sobrecarregar o organismo”, orienta Roberta. Frutas e verduras são excelentes opções para o jantar. A sugestão do médico nutrólogo Credidio é uma coxa de frango, 100g de couve-flor cozida, 100g de alface, 100g de palmito, 100g de pepino e 100g de uma salada mista de legumes.

É importante lembrar que os lanches entre as refeições principais também são aliados de quem luta contra a balança. Frutas, barrinhas de cereais, iogurtes light, granola, sucos, pães integrais e torradas são alguns dos itens que podem compor os petiscos feitos ao longo do dia.

 

Conteúdo tirado do site Minha Vida

 

 

3 passos para cumprir TODAS as suas resoluções de ano novo

Entramos em 2018! Imagino que, muito provavelmente, você já tenha pensado nas suas resoluções de ano novo. Normalmente, os objetivos costumam se repetir, ano após ano. Emagrecer, crescer profissionalmente, conhecer mais pessoas, encontrar um parceiro ou parceira, juntar dinheiro… nada muda. E isso é péssimo. Primeiro, porque, se os objetivos se repetem, isso significa que você vem tentando atingi-los há anos – e sem sucesso, obviamente. Mas há outro problema muito maior nisso tudo. E esse problema é exatamente a razão pela qual você nunca consegue alcançar seus propósitos. Quer saber o que é isso que está te impedindo e como resolver? Continue lendo!

Traçar metas é diferente de traçar objetivos

Eis a razão pela qual 99% das pessoas falha em suas resoluções de ano novo. Elas traçam objetivos, mas não traçam metas. Vou te explicar a diferença: basicamente, objetivo é aquilo que você pretende alcançar, enquanto meta é aquilo que você precisa fazer para alcançar seus objetivos. Por exemplo: se seu objetivo é emagrecer, sua metas devem ser coisas que te levarão a esse caminho, como se exercitar uma hora por dia ou trocar doces por frutas.

1. Seja específico

Você percebe que “emagrecer” é algo muito vago? Afinal, você quer emagrecer quanto? Em quanto tempo? Perdendo quantos quilos por mês ou por semana? Para ter sucesso com suas metas, é necessário saber exatamente o que você quer! Assim, seu comprometimento consigo mesmo será muito maior e você terá uma ideia clara do que precisa fazer para chegar onde deseja.

2. Não desista antes de tentar

Mas tentar de verdade! Muitas pessoas dizem que tentaram emagrecer e não conseguiram quando, na verdade, fizeram apenas uma dieta que durou pouco mais de uma semana – na melhor das hipóteses. Isso não é tentar. Tentar é insistir, se reinventar e até mesmo mudar suas estratégias, se for preciso. Dê o tempo necessário para que você possa se acostumar com os novos hábitos.

Como saber quanto tempo vou levar para me acostumar?

Infelizmente, a resposta não é tão simples. Incluir novos hábitos em nossa vida pode não ser uma tarefa tão fácil, mas está longe de ser algo impossível. Um estudo feito pela pesquisadora Phillippa Lally, da University College London demonstrou que o tempo para que um novo hábito se forme é de, em média, 66 dias. E isso, claro, depende de diversos fatores, como a dificuldade do novo hábito e a força de vontade do indivíduo. Portanto, depende só de você e do quanto você é capaz de persistir nos seus sonhos.

3. Escreva seus objetivos

Veja bem, não estou dizendo para, simplesmente, “anotar”, como numa pasta do seu celular. É para escrever mesmo, com papel e caneta. Essa técnica não se trata de achismo, mas de ciência! Um estudo feito na Universidade de Toronto com 700 estudantes comprovou o quão eficaz pode ser esse pequeno ato de redigir uma listinha. Boa parte dos objetivos daqueles estudantes era terminar a faculdade e conseguir boas notas. E, depois de 2 anos, os resultados indicaram que os estudantes que escreveram esses objetivos, de fato, conseguiram notas melhores! Isso porque escrever seus objetivos à mão te ajuda a internalizá-los mentalmente, te deixando ainda mais focada, mesmo que inconscientemente! Experimente fazer uma lista (à mão, lembre-se) de tudo que você quer alcançar nesse ano, todos os dias de manhã ou antes de dormir. A ciência garante que isso te ajudará muito!

O ano é novo, mas e você?

Sabe aquela péssima sensação de quando já chegamos em março e ainda não começamos nada do que tínhamos planejado no começo do ano? Sabe quando acaba toda aquela empolgação do ano novo e você se dá conta de que está seguindo os mesmos passos do ano passado? Não quero ver você passando por isso, hein! Tenho certeza de que você também não quer passar por essa situação novamente. Não se esqueça: o ano não vai ser diferente, se você continuar a mesma pessoa.

Quais são seus planos para 2018? Conta pra gente nos comentários! 

Como diminuir a gordura das costas

A gordura que é acumulada nas costas, próximo às axilas e escápulas incomodam muita gente. Além de ser um fator genético e hereditário, tem muita relação com a falta de exercícios, a rotina alimentar e má postura.

Um Programa de exercícios bem elaborado, onde você fará exercícios musculares para melhora do tônus e postura, e exercícios aeróbios para metabolização da gordura fará muita diferença.

A maior parte das pessoas concentram o foco somente nas áreas como o abdômen, os glúteos, e as pernas, esquecendo que também existem outras partes importantes, como as costas, onde se deve perder gordura para conseguir uma imagem esteticamente melhor.

Os incômodos são percebidos quando usam um sutiã, um biquíni, um maiô ou um vestido muito justo. O importante é equilibrar o treinamento muscular e não esquecer dos músculos que compõem essa região (romboides, dorsal, redondo menor).

A facilidade em eliminar ou ganhar gordura nessa região é influenciada por fatores genéticos, cada um tem um biótipo. Mas, podemos diminuí-la com atitudes como:

  • Seguir um plano de exercícios diários (musculares e aeróbios). Os exercícios aeróbicos mais indicados são a natação, o remo, o stand up paddle, pois trabalham muito a região das costas, e definem muito bem essas musculaturas
  • Cuidar da alimentação, ideal que procure uma nutricionista e siga um programa alimentar para que os índices de gordura corporal diminuam
  • Focar em exercícios posturais, pois uma boa postura irá melhorar muito a estética dessa região

Inicie seus exercícios de maneira progressiva, faça exercícios simples e sem carga, apenas com o peso corporal e progrida para exercícios mais complexos com pesos, elásticos ou aparelhos.

Abaixo estão alguns exercícios que irão ajudar diminuir o acúmulo de gordura na região:

Exercícios posturais e de fortalecimento:

  1. Remada Alta: segure dois halteres em pronação, inicie o exercício em pé com os halteres em frente aos quadris, puxe os halteres para cima até ao nível do peitoral com os cotovelos a apontar para os lados e para cima;

2. Flexão de Braços: com as mãos e pés no chão em posição de prancha, estenda os cotovelos e posicione os braços a uma distância levemente superior à largura dos ombros. Você pode deixá-los separados também, o que ficar mais estável para você. Comece a descer o tronco até que o peitoral toque o chão ou fique muito próximo, levante até a posição inicial.

3. Superman: inicie o exercício deitado com o ventre para baixo no solo, corpo todo apoiado. Eleve os dois braços e ao mesmo tempo as coxas, pernas e pés, segure por 15“ e descanse, faça 4 séries.

4. Treinamento com Peso (Musculação): um Programa de Treinos específico para o seu objetivo irá incluir exercícios musculares, pois eles irão trabalhar a sua massa muscular, e ao mesmo tempo ativará o metabolismo que facilita a eliminação de gordura, inclusive estando em repouso.

5. Treinos Intervalados de Cardio: muitos estudos já comprovaram a eficácia dos treinos intervalados em metabolizar gordura corporal. Faça treinos com variações de intensidade, caminhar e trotar no mesmo treino é uma excelente escolha

6. Abdominais: os exercícios que envolvem o tronco em geral irão ajudar no seu objetivo. Exercícios cruzados, como o movimento do LENHADOR são excelentes para trabalhar a região das costas

7. Natação: esse exercício trabalha muito as musculaturas da região que você quer eliminar as gorduras. Nos quatro estilos de nado são solicitados o tempo todo de prática musculaturas que envolvem os dorsais, latíssimos do dorso, braços.

Conteúdo tirado do site Minha Vida