Arquivo da tag: motivação

Não deixe o seu humor abalar a dieta

Você sabia que o seu humor pode afetar bastante a sua dieta? É comum, qualquer tipo de alteração na rotina fazer o humor oscilar: seja por conta do trânsito, do despertador que não tocou, da mancha de café que apareceu na camisa branca, etc. E é só mudar seu estado de espírito que logo aparece aquela vontade incontrolável, e aparentemente sem motivos, de comer doces, comidas incrementadas e até de passar o dia inteiro beliscando. Uma vontade, aparentemente, sem motivos. “A busca por determinado alimento tira a atenção que seria concentrada na emoção”, diz a nutricionista Daniela Hueb. Veja algumas reações, citadas pela especialista, que fazem você comer compulsivamente.

Fim à tristeza

Quando a felicidade sai de cena, a busca por petiscos provoca uma sensação momentânea de que o sentimento não está ali. “Passar o dia beliscando é uma tentativa de direcionar a atenção a algo que não seja a emoção do momento”, explica a nutricionista.

Chega pra lá na ansiedade

Antes de uma entrevista de emprego ou daquele passeio que está sendo programado a dias, a ansiedade aparece e a busca por chocolates e doces suculentos, em geral, aumenta. “Eles são fáceis de ingerir e causam tranquilidade momentânea”, explica Daniela Hueb.

Passa fora no desânimo

Problemas na empresa, brigas com o namorado e algumas discussões com a família podem fazer o desânimo aparecer. Alimentos coloridos deixam o dia mais alegre quando ele parece não fazer sentido. “Essa emoção faz a pessoa buscar, por exemplo, sanduíches grandes e sorvetes com diversas coberturas”, explica a nutricionista.

Pontapé no nervosismo

Quando o nervosismo aparece, a vontade de comer alimentos crocantes cresce. “Esse tipo de alimento precisa ser mastigado com maior força, tornando-se mais atraente quando a pessoa está nervosa”, completa a especialista.

Para não cair na tentação

Quando a alimentação serve de válvula de escape para o descontrole dos sentimentos, seguir o regime parece ser uma tarefa difícil. Organizar o dia a dia é fundamental para não cair na cilada. “Observar o que está causando a alteração de humor e mudar os hábitos lentamente vai ajudar a não ceder às emoções”, completa Daniela Hueb.

| • Quer emagrecer sem passar fome e sem deixar de comer o que gosta? Assine o Dieta e Saúde e comece a ter uma vida mais saudável hoje mesmo!

Veja algumas dicas da nutricionista para que seu humor não sabote a balança:

– Faça da alimentação uma rotina: coma sempre no mesmo horário; caso sinta fome, mesmo tendo se alimentado há poucas horas, espere um pouco e tome um copo cheio de água gelada.

– Crie um diário alimentar: anote nele tudo o que for consumido, a quantidade e o que sentiu em cada momento.

– Planeje lazer para si mesmo: tenha eventos agradáveis.

– Cuidado com o que guarda na despensa: chocolates e doces podem ser uma tentação quando o humor oscilar e a vontade súbita aparecer. “Tenha em mãos doces ou sorvetes em versões light, mas, mesmo assim, não é para abusar”, alerta a nutricionista.

– Pratique esportes: a atividade física, ao menos duas vezes por semana, provocará uma sensação de descanso. Se não tiver tempo, separe-a para os finais de semana. (Para ajudar, nós temos vários vídeos de exercícios aqui no blog, como este aqui!)

Para ajudar a seguir firme e forte na dieta, nós temos reuniões online com nutricionistas e psicóloga toda semana, sabia?  São abordados vários temas que super legais para o suporte ao emagrecimento. Faça aqui uma avaliação de peso gratuita e comece a emagrecer com a gente! 😉

Saiba mais:

Ivany emagreceu 55 kg: “Achava que para me divertir tinha que comer, mas mudei”

Cardápio para emagrecer: sugestão de 35 pontosDS

Excesso de peso matou 4 milhões de pessoas em 1 ano

10 dicas para não desistir da dieta

Persistência e paciência são elementos chave no processo de emagrecimento

O começo da dieta é sempre algo estimulante. Você fica super focado, sentindo-se melhor, mais enérgico e, claro, não para de imaginar como seu corpo estará dali a alguns meses. Mas, de repente, a motivação começa a sumir, a rotina fica difícil de ser seguida e você acaba jogando tudo pro alto.
Se você se identificou com essa situação, esse texto é para você. Confira 12 dicas valiosas para manter-se firme e forte na dieta.

1. Faça um diário

É importante anotar tudo o que você come durante o dia. E não só isso: também é essencial anotar como você se sentiu após cada refeição, como se sentiu depois de praticar exercícios, quais estão sendo suas maiores dificuldades, o que você pode fazer para superá-las, quantos kg você quer eliminar, quantos kg você já eliminou etc.

2. Pense nos erros que você costuma cometer

Lembre-se de tudo que você já tentou no passado. Agora, faça uma reflexão e analise em quais momentos você costumava falhar. Autoconhecimento é imprescindível para ter sucesso com o emagrecimento.

3. Lembre-se que emagrecer é um processo

Ninguém engorda do dia pra noite, assim como ninguém emagrece do dia pra noite. Portanto, tenha em mente que você precisará ser paciente e persistente.

4. Crie prioridades

Pergunte-se: de zero a dez, quão importante emagrecer é para mim? Vai valer a pena? Minha qualidade de vida vai melhorar? Minha autoestima vai melhorar? Liste as coisas que realmente importam para você.

5. Não deixe que um exagero vire uma série de exageros

Você passou da conta em uma refeição? Calma! Ao invés de extrapolar ainda mais e pensar que já estragou tudo, por que não recomeçar a dieta já na próxima refeição?

6. Encontre outros prazeres além da comida

Comer é prazeroso, sim, claro que é! No entanto, a vida não pode se resumir a isso. Temos que comer para viver, e não viver para comer. Deu aquela vontade compulsiva de comer muito doce? Que tal arranjar outras distrações? Talvez praticar uma nova atividade física ao ar livre, conhecer pessoas que tenham o mesmo interesse que você, ler livros, aprender coisas que você sempre quis fazer… Hobbies são sempre bons.

7. Estabeleça metas

Crie metas a pequeno, médio e longo prazo. Desse modo, fica mais fácil ter um controle sobre seus resultados e acertar os pontos que precisam ser melhorados.

8. Seja realista

Não se inspire em corpos de modelos ou atletas. Idealizações podem ser perigosas. Busque, todos os dias, ser melhor do que você foi ontem. Preocupe-se apenas com os resultados que você está alcançando.

9. Pense em tudo que você já conquistou

Antes de desistir, pense em todo o trabalho que você teve para chegar até aqui. Vale a pena jogar tudo fora?

10. Converse com pessoas que conseguiram emagrecer

Não há motivação melhor. No Dieta e Saúde, você pode conferir a história de vários Casos de Sucesso, que nada mais são do que pessoas normais que, com muita força de vontade, conquistaram o que parecia ser impossível: emagrecer. Se eles conseguiram, por que você não conseguiria?

|Quer receber receitas exclusivas e emagrecer sem deixar de comer o que gosta? Clique aqui

Exercícios que garantem resultados mais rápidos

Desafie seus limites com 4 exercícios simples

Você já desistiu de alguma atividade física por não ver resultados logo? Separamos 4 exercícios simples que, além de altamente eficazes, podem ser feitos em sua própria casa!
Nada de ter que frequentar ambientes que você não gosta e de ter que pagar taxas de matrícula abusivas. Ponha uma roupa leve, calce seu tênis e vamos começar.

Abdominais

Deite num colchonete ou num tapete dobrado. Deixe os joelhos flexionados e os pés apoiados no chão. Com os braços esticados em cima da cabeça, eleve o tronco em direção aos joelhos, contraindo o abdômen. Cuidado para não forçar o pescoço e lembre-se de que não vale encostar a cabeça no chão antes de terminar a série!

Flexão de braços

Com os joelhos em um colchonete ou tape, abra os braços e apoie as mãos no chão, alinhadas aos ombros. Flexione os cotovelos como se fosse encostar o peito no chão.

Agachamento

Fique em pé. Separe as pernas e alinhe-as com o quadril. Pés devem estar ligeiramente “para fora”, passando um pouco da linha dos ombros. Agache, vagarosamente, e depois levante em velocidade normal. Contraia bem todos os músculos, principalmente o abdômen.

Elevação de calcanhar

Com as pernas levemente fechadas, fique de pé na frente de uma cadeira. Eleve os calcanhares e volte sem encostá-los no chão.

Exemplo de treino para iniciantes

Comece fazendo 5 repetições para cada exercício. Mantenha a proporção “um dia sim e o outro não”, e vá intercalando mais 2 ou 3 a cada semana que passar – ou até você sentir que já está ficando fácil. Quando estiver completando 15 repetições tranquilamente, faça assim:

1ºdia – 1×15;
2ºdia – Caminhada ou dança;
3ºdia – 2×15;
4ºdia – Caminhada ou dança;
5ºdia – Forte repetição de cada exercício;
6ºdia – Caminhada ou dança
7ºdia – DESCANSO.

| • Quer emagrecer sem deixar de comer o que gosta? Clique aqui, e comece agora

Saiba mais:

4 exercícios mentais que ajudam a emagrecer

6 hábitos que transformam seu metabolismo em uma máquina de queimar gordura

Descubra o melhor tipo de exercício para a sua personalidade

Fortaleça a mente e emagreça mais rápido

Exercícios mentais ajudam a perder peso sem ficar fissurado pela balança

Angústia e ansiedade são dois sentimentos que te acompanham quando você faz dieta? Caso a sua resposta seja positiva, além de seguir um cardápio estruturado, você precisa lançar mão de medidas que acalmem a mente. Focado em seu objetivo sem deixar as neuras ganharem espaço, fica mais fácil resistir às tentações e esperar o ponteiro da balança descer em seu devido tempo.

Pessoas acima do peso usam, de alguma maneira, a comida para driblar certas frustrações ou angústias. Por isso, somente a dieta pode não ser suficiente , reforça a psicóloga, Márcia Atik.

De acordo com ela, exercícios mentais servem como investimento pessoal e ajudam a ultrapassar as dificuldades do processo de emagrecimento. A especialista esclarece que, apesar do objetivo principal ser a eliminação de peso, as reflexões não passam de uma reformulação global de postura diante da vida.

Fazer uma leitura sincera e objetiva sobre o que você está vivendo no momento e o que pretende melhorar mais adiante é o primeiro exercício recomendado pela psicóloga. Isso pode ser feito sozinho numa ocasião de relaxamento, ou ainda, com ajuda terapêutica, completa.

Mais um conselho de Márcia é simples e fácil de ser cumprido: saia da toca. Pode parecer uma dica óbvia, mas, muitas vezes, a vergonha toma conta das pessoas que sofrem com o excesso de peso, lembra. A psicóloga também incentiva a prática de atividade física, sempre respeitando os próprios limites. Com força de vontade e assiduidade, o emagrecimento vai acontecendo naturalmente e assim ocorre a melhora da auto-estima.

Segundo Márcia, a retomada da auto-estima é de extrema importância para as pessoas com sobrepeso e deve ser colocada na lista de exercícios mentais. Isso porque, além de sofrerem com os quilos a mais, é comum o sentimento de falta de coragem e pouco esforço para entrar em forma. Faça o contrário, use a superação como estímulo. Esteja atento à verdadeira dificuldade em emagrecer e seja mais tolerante com os seus erros, corrigindo-os em seguida.

Para resistir às tentações, a psicóloga afirma que o conjunto de exercícios é importante, assim como um cardápio equilibrado. Ela não acredita que dietas muito restritivas sejam o caminho ideal para o emagrecimento e, por isso, um menu que corresponda às suas necessidades individuais precisa entrar em ação.

Depois disso, o próximo passo é estar ciente dos seus valores. Pense que você vale a pena e pode vencer este desafio. Seu amor próprio é mais forte que as tentações e os hábitos alimentares errados. Você sabe negociar com seus desejos e não precisa extrapolar na comida para combater a ansiedade, ensina.

Márcia aconselha ainda a encarar a situação não apenas como um projeto de emagrecimento, mas sim como uma fase de mudanças de hábitos. Desligue-se de valores impostos por uma imagem idealizada de si mesmo e do próprio mundo, finaliza.

5 dicas de motivação para emagrecer

157539672

Muitas pessoas querem perder peso, mas não estão suficientemente motivadas para realmente seguir o plano alimentar. Por isso, vale lembrar que o emagrecimento não acontece da noite para o dia. Se você quer obter resultados, terá que ter muita determinação. E com certeza se você estiver motivado tudo isso fica mais fácil.

– PORQUE QUERO EMAGRECER?

Uma  das coisas mais importantes é você saber por que você quer emagrecer. Quer sentir-se mais bonita(o)? Ou até mesmo tornar-se mais saudável? Faça essa pergunta para você mesmo e pense no quanto isso é importante para você. Pegue um pedaço de papel e escreva quanto quilos você quer emagrecer e cole-o aonde possa ver todos os dias. Isso te dará motivação para continuar a dieta ou fazer aquele exercício que você está com preguiça.

– TENHA METAS DE CURTO, MÉDIO E LONGO PRAZO.

A meta de longo prazo pode ser, por exemplo, o número de quilos que você quer emagrecer, mas tenha em mente tempo que isso levará. Metas de médio e curto prazo podem ser, por exemplo, o quê você está fazendo hoje que o fará chegar ao objetivo estabelecido em longo prazo.

– TENHA UMA COMPANHIA

Outra ótima maneira de se manter motivado é ter um amigo por perto que esteja querendo perder peso igual a você, assim vocês poderão fazer os exercícios juntos, compartilhar receitas e dicas. Ter um amigo por perto pode fazer uma grande diferença e torna as coisas bem mais fáceis.

– REGISTRE

Outra dica que pode ajudar bastante é ter um diário para anotar seus quilos perdidos e suas atividades, isso pode ajudar muito a te manter motivado. Às vezes você nem tem noção do seu progresso e com um diário isso fica bem mais fácil de perceber. Se quiser tire uma foto por semana do seu corpo para ficar mais evidente o seu progresso.

– EXERCÍCIOS

Se for possível dê prioridade para exercícios na parte da manhã. É difícil fazer exercícios depois de uma longa jornada de trabalho, e ainda mais se você tiver de escolher entre fazer exercícios ou ficar deitada(o) no sofá assistindo aquele programa na TV que você tanto gosta.

Em última análise, o sucesso e o fracasso quando se trata de perda de peso depende da sua motivação. A motivação é um fator essencial. Procure sempre se motivar, isso vai facilitar e muito não só a reeducação alimentar, mas tudo que fizeres na vida.

 

Bruna Pinheiro
Nutricionista Dieta e Saúde
CRN-3 35001

7 dicas para não desistir da dieta

não desista

Olá!

Hoje vamos falar um pouco de motivação…

Quantas vezes você já iniciou um projeto em sua vida e desistiu no meio do caminho? Provavelmente você já deve ter vivenciado essa situação ao iniciar uma nova dieta, não é mesmo?

Muitas vezes nos deparamos com situações em nosso dia a dia que podem influenciar nossa aderência à dieta. Mas, o que fazer para não desistir e atingir seu objetivo?

Separamos 7 dicas para você se organizar e alcançar sua meta! Veja:

Faça compras saudáveis: a despensa deve ser sua aliada, portanto, compre alimentos saudáveis e que devem fazer parte da reeducação alimentar. Cereais integrais, frutas, verduras, legumes, carnes magras, leite e derivados desnatados, são alguns itens que não devem faltar em seu armário. Por outro lado, guloseimas, industrializados e congelados devem ser evitados ao máximo. Compre somente o mínimo necessário (você não vai comer uma barra de chocolate se não tiver no seu armário, certo?)

Conheça seus pontos fracos: antes de iniciar sua reeducação alimentar, tente refletir quais são suas dificuldades e o que já te fez desistir de uma dieta anteriormente. Conhecendo suas fraquezas, é hora de montar seu plano de ação e tentar reverter a situação. Por exemplo: se o seu ponto fraco é o chocolate e sempre que vê uma barra grande só consegue parar de comer quando termina, é hora de mudar a estratégia… Deu vontade de comer chocolate? Compre somente um bombom ou um tablete pequeno. Dessa forma você mata a vontade de comer o doce e não coloca em risco sua dieta.

Converse com seus amigos e familiares: conte para eles que decidiu mudar sua alimentação e adotar hábitos alimentares mais saudáveis. Fale dos seus objetivos, expectativas e dificuldades, e os convide a serem seus aliados nesse momento. Você vai perceber que ter pessoas queridas ao seu lado tornará o processo de emagrecimento mais fácil e motivador.

Planeje seu cardápio: decidir na hora o que irá comer pode ser uma grande armadilha, afinal, aquela inofensiva lasanha pode detonar seu dia de dieta. Por isso planejamento é essencial. Decidir como serão todas as refeições do dia fará com que você consiga comer os alimentos que tem vontade, e mesmo assim, emagreça.  Assim, você entenderá que é possível comer um pedaço pequeno de lasanha no almoço, mas terá que abrir mão da sobremesa. Pequenas atitudes no dia a dia fazem toda a diferença!

Adote pequenas metas: é comum desejarmos emagrecer muitos quilos rapidamente. Porém, é preciso ter cautela e manter a calma. Vale lembrar que você não engordou de um dia para o outro e o emagrecimento também não vai acontecer tão rápido. Por isso, nada de ansiedade! Divida sua meta em pequenos objetivos, pois assim você terá mais motivação para prosseguir. Atingiu a primeira meta? Comemore e passe para a próxima até atingir seu objetivo final.

Presenteie-se a cada conquista: quem não gosta de ganhar um prêmio ao atingir uma meta? Estabeleça alguns mimos para quando você alcançar cada objetivo. Pode ser uma ida ao salão de beleza, uma roupa nova, um calçado, um perfume, enfim, objetos de seu desejo e que te proporcionarão mais estimulo para conquistar cada meta. Mas lembre-se: a maior conquista será quando você atingir sua meta final e se sentir bem com a imagem refletida no espelho e também com a melhora em sua saúde, proporcionada pelos hábitos alimentares mais saudáveis.

Faça uma lista com seus desejos: aposto que você consegue pensar em pelo menos 5 razões para querer emagrecer. Então, faça uma lista e recorra a ela sempre que o desânimo chegar.

Agora é com você! Mande o desânimo pra lá e corra atrás da sua meta.
Ah, não começou ainda? Então faça sua avaliação de peso gratuita agora!