Arquivo da tag: exercício físico

15 minutos de exercício físico diário podem ser suficientes, diz estudo. Saiba mais:

Será que você, realmente, não tem tempo para fazer um exercício físico?

Aqueles que alegam não ter tempo para se exercitar estão ficando cada vez mais frustrados. Afinal, suas desculpas estão acabando cada vez mais rápido!
Um estudo publicado pelo Jornal da Associação Médica Americana indicou que, para quem pratica um exercício intenso, 5 a 10 minutos por dia é o suficiente para manter a saúde e diminuir as chances de óbito por doenças cardiovasculares.

OMS sobre o exercício físico

Contudo, é importante enfatizarmos o que a Organização Mundial da Saúde tem a dizer sobre a prática de exercícios físicos. A organização prega que o tempo mínimo para prevenir o sedentarismo e evitar problemas de saúde é de 30 minutos diários.
Esses 30 minutos diários são recomendados para pessoas de 18 a 64 anos.

Por que não fazer mais?

É certo que alguns minutos a mais irão trazer ainda mais resultados. 15 minutos é uma parcela muito pequena do seu dia. Será que você não consegue MESMO fazer com que esses 15 minutos virem 30 minutos? E, depois de pegar esse hábito, que tal transformar essa meia horinha em 45 minutos? Você pode começar se exercitando somente em 3 dias na semana e depois aumentar a frequência. Claro, tudo depende de seus limites físicos – e, muitas vezes, dos seus limites mentais também. O importante é se esforçar para melhorar a cada dia e sempre ser melhor do que você foi ontem.

Quer aprender a criar uma rotina de exercícios e ter profissionais da saúde para te apoiar? Com o Dieta e Saúde, você tem todo esse suporte! Baixe aqui e teste nossa versão gratuita.

Saiba mais:

Descubra o melhor exercício para o seu tipo de personalidade

Entenda a importância dos aeróbicos

Exercícios mentais que ajudam a emagrecer

Aprenda a dar novos estímulos ao seu treino

A força das proteínas para os exercícios físicos

No organismo, as proteínas estão presentes principalmente nos músculos. São elas que formam todas as estruturas musculares e que consequentemente provocam a força necessária para segurar um objeto como um copo ou caneta, caminhar, pedalar, correr, nadar ou mesmo suspender um peso durante o treino de musculação.

Manter uma adequada ingestão diária de proteínas pela dieta é fundamental para garantir a saúde e o desenvolvimento dos músculos, por isso se seu objetivo é manter ou aumentar a massa muscular, inclua alimentos fontes de proteínas em seu dia a dia, principalmente em sua refeição pós-treino.

Durante a prática do exercício, a musculatura pode sofrer pequenas lesões devido ao grande esforço empregado, e é exatamente por meio da refeição pós-treino que o corpo encontrará a proteína necessária para reestruturar e reparar a musculatura atingida, com isso o desenvolvimento do músculo tende a ocorrer. Lembre-se também que nos músculos há estoques de carboidratos (responsáveis por fornecer energia durante o treino) e água, por isso monte uma refeição que inclua esses itens também.

As proteínas podem também ser usadas pelo organismo como fonte de energia durante ou após o exercício, sobretudo se os níveis de carboidratos estiverem reduzidos. Com a queda dos estoques da principal fonte de energia do corpo, há um consumo maior de proteínas com o objetivo de repor a energia perdida com o exercício, o que ocasiona a perda de proteína muscular e com isso a diminuição dos músculos. Buscar o equilíbrio no consumo dos nutrientes é essencial, tanto proteínas quanto carboidratos são importantes para a saúde dos músculos e corpo.

refeicao2

Mas cuidado! Não é porque você precisa manter um adequado consumo de proteínas que necessariamente será preciso iniciar o uso de um suplemento, até porque esse tipo de produto tem como público-alvo, atletas cuja necessidade de proteínas é elevada devido ao treinamento intenso.

A quantidade de proteínas recomendada segue características individuais como peso, estado de saúde, intensidade, frequência e duração do exercício físico praticado. O excesso de proteínas pode aumentar o risco para doenças renais e a carência prejudicar a recuperação após o treino.

Se pretende aumentar a quantidade de proteínas de sua dieta, e assim contribuir com o desenvolvimento ou manutenção de sua musculatura, o mais indicado é buscar o acompanhamento presencial de um nutricionista. A partir de uma análise detalhada de seu consumo alimentar e sua rotina de treinos, o profissional poderá adequar seu consumo a sua necessidade, evitando excesso ou carência do nutriente.

 
Ana Carolina Icó
Nutricionista Dieta e Saúde
CRN-3 34133