Arquivo da tag: engordar

O que comer à noite para não engordar?

O que comer à noite?

Aprenda a lidar com a fome noturna e manter-se firme na dieta

Sentir muita fome à noite pode ser um problema sério para quem está querendo emagrecer. E, não, não é porque “comer à noite engorda”. Na verdade, esse é apenas um dos inúmeros mitos que cercam o cenário nutricional. O problema aqui está no excesso, e não no simples ato de comer durante a noite.
Pessoas que sentem fome excessiva durante o período noturno, normalmente, sentem essa fome – digna de um leão – porque não comeram de maneira correta durante o dia. E, obviamente, se você come pouco durante o dia, pode apostar que, ao cair da noite, você cairá matando em tudo que vier pela frente. E o que acontece quando comemos quando estamos com muita fome? Bom, quase sempre, nós passamos (muito) da conta. Afinal, quando estamos com muita fome, temos uma tendência a comer mais rapidamente. Ao comer rápido demais, nosso cérebro não consegue “entender” que o corpo está sendo saciado – daí a importância de comer devagar. Só depois de muita comida, quando já estamos estufados, é que notamos que não precisávamos ter comido tanto. Assim, o arrependimento bate, a culpa nos consome e nos sentimos péssimos por ter desperdiçado todo aquele esforço que foi feito durante o dia.

Comer muito pouco durante o dia não adianta
Portanto, depois de tudo o que foi dito acima, essa é a primeira lição. Comer pouco durante o dia é pedir para compensar tudo à noite, comer mais do que precisa e, claro, acabar engordando.

Pular refeições não ajuda a emagrecer

Pular o café da manhã, o almoço ou qualquer outra refeição só vai te atrapalhar. Em primeiro lugar, porque você vai ficar com fome, causando um estresse desnecessário e, possivelmente, fraqueza e dor de cabeça. E, em segundo lugar, porque isso só vai ajudar seu metabolismo a ficar mais lento. Ao privar seu corpo dos nutrientes necessários, ele entra em um “modo de defesa”. Como assim? Bom, nosso corpo ainda é o mesmo de quando nossos ancestrais – vulgo homens da caverna – caçavam e lutavam contra animais para não morrer de fome. Sendo assim, eles não tinham uma “rotina” alimentar como a maioria de nós temos. Comiam quando conseguiam – e nunca sabiam quando isso seria possível. E é exatamente por isso que temos uma certa tendência a armazenar gordura. Gordura é um estoque de calorias que, em caso de falta de alimentos, nos ajuda a sobreviver. Como nosso corpo não “evoluiu”, ele não sabe que nós não precisamos ficar armazenando gordura – afinal, ao contrário de nossos ancestrais, não corremos o risco de morrer de fome.
Então, resumindo, pare de pular refeições se você quer emagrecer. O segredo não é comer menos: é comer de maneira correta.

O que não comer à noite

Agora que você já absorveu algumas lições importantíssimas, vamos falar dos alimentos. Mas, antes de saber o que comer, é importante saber o que deve ser evitado.
Alimentos com alto teor de gordura, frituras, embutidos (linguiças, salsichas, salames) e queijos amarelos podem ser riscados da sua lista. E não, necessariamente, porque eles podem contribuir para um ganho de peso – lembre-se que tudo é permitido, desde que você saiba se alimentar de maneira inteligente. O que acontece é que esse tipo de comida pode – e vai – prejudicar sua digestão e seu sono. E, como você já sabe, esses fatores são importantes para quem busca o emagrecimento.

O que comer à noite para emagrecer

Vamos listar aqui alguns alimentos que podem ser bons aliados da sua dieta. Contudo, tenha em mente que nenhum alimento por si só emagrece. O que emagrece é uma boa alimentação no geral, e não alimentos isolados.

Leite

Você já ouviu falar no triptofano? Ele é aminoácido precursor da serotonina! Caso você não saiba o que é serotonina, temos certeza de que você ficará feliz em descobrir que ela é uma substância diretamente relacionada à sensação de prazer e bem-estar. E, sim, o leite é riquíssimo em triptofano! Além de ser rico em melatonina, que é um hormônio que atua na nossa regulação do sono. Agora, que tal optar por um copinho de leite antes de dormir? Se puder, dê preferência às versões desnatadas, que possuem menos gordura.

Queijo branco

Se o leite está na lista, é claro que o queijo branco não ficaria de fora, né? Afinal, assim como o leite, ele também é rico em triptofano e melatonina. Ricota e cottage também são boas opções!

Aveia

Mais uma vez, vamos falar do triptofano. Fazer o que se é uma substância tão boa para o nosso corpo, né? A aveia contém vitamina B6, que aumenta a ação do triptofano. Que tal uni-la a um derivado do leite? Iogurte desnatado com aveia é uma ótima pedida!

Chá de camomila ou erva doce

Que tal ir dormir tranquilo com uma ajudinha dos efeitos calmantes que esses chás proporcionam?

Maracujá

Não é necessário comentar sobre o efeito calmante dessa fruta. certo? Aliás, temos aqui mais uma ótima combinação para fazer: bater a polpa da fruta com leite!

| • Quer aprender a comer da maneira correta, emagrecer de maneira saudável e ter uma qualidade de vida muito melhor? Assine o Dieta e Saúde!

Saiba mais:

Obesidade no Brasil aumenta 60% em 10 anos

Abacaxi ajuda a emagrecer e auxilia na digestão

Kefir promete emagrecer e melhorar o intestino

6 maneiras criativas de incluir a quinoa no cardápio

Reclamar demais engorda

A negatividade pode ser pior do que imaginávamos

Você costuma reclamar muito? Cuidado! Esse hábito aumenta os níveis de cortisol no organismo. Para quem não sabe, o cortisol é um hormônio que ajuda nosso corpo a controlar o estresse, assim como os níveis de açúcar no sangue e a pressão arterial. Más notícias para os reclamões: altos níveis de cortisol estão diretamente relacionados com o ganho de peso.

Você sabia que manter um estilo de vida saudável é uma ótima maneira de controlar o estresse? Se você quer começar a viver com mais tranquilidade e qualidade, assine o Dieta e Saúde, nós te ajudamos nessa!

Confira a matéria publicada pelo site do Minha Vida:

De acordo com o cientista e filósofo Steve Parton, do Psych Pedia, esses hábitos negativos reestruturam o cérebro, facilitando o surgimento de novos pensamentos ruins no futuro, de forma aleatória. Inclusive, reclamar demais pode até enfraquecer o sistema imunológico, provocando o aumento da pressão arterial.
Parton explica que as informações dentro do cérebro fluem de um neurônio para o outro através das sinapses. Estas, por sua vez, são separadas por um intervalo chamado fenda sináptica. Quando você tem um pensamento, um pulso elétrico sinaliza a sinapse para disparar uma reação através da fenda para a outra sinapse, formando uma ponte para o sinal elétrico.
“Toda vez que essa carga elétrica é acionada, as sinapses ficam mais juntas, diminuindo a distância que a carga elétrica tem que atravessar”, afirma Parton. Dessa forma, quanto mais você faz comentários ruins e reclamações, mais facilmente esses pensamentos serão repetidos pelo seu cérebro.

“Pela repetição do pensamento, você aproxima cada vez mais as sinapses que representam essas inclinações negativas e, quando surgir o momento oportuno, o pensamento que surgirá primeiro será o que tem a menor distância para percorrer, o que irá criar uma ponte entre sinapses mais rápido”, explicou o cientista.

Além disso, a raiva e a frustração geradas pelas reclamações fazem o organismo liberar cortisol, o hormônio do estresse. O aumento do cortisol no organismo contribui para uma maior pressão arterial e colesterol, enfraquecimento do sistema imunológico e problemas de aprendizagem e memória, de acordo com Parton. Os efeitos do cortisol podem também contribuir para o aumento do risco de diabetes, doenças cardíacas e obesidade.

O cientista também alerta que conviver com pessoas negativas e que reclamam muito pode ter um efeito ruim igualmente ruim na sua saúde. Isso acontece por causa da empatia, que mesmo inconscientemente nos faz compartilhar as emoções de nossos amigos, realizando sinapses semelhantes em nossos próprios cérebros.

Saiba mais:

Conheça as 8 profissões que mais engordam

O que comer à noite para não engordar?

Dia do lixo na dieta

Será que o dia do lixo é uma boa alternativa para o emagrecimento?

Você segue uma dieta extremamente restrita durante a semana para depois poder comer o que quiser no fim de semana? Se você quer reeducar sua alimentação, essa pode não ser uma boa escolha. Afinal, você quer criar um bom relacionamento com a comida ou quer sentir culpa sempre que comer um doce?

O que é dia do lixo?

O dia do lixo é, basicamente, um dia para comer o que você quiser, sem se preocupar com quantidades. É, geralmente, uma prática usada por pessoas que seguem dietas extremamente restritivas. Os adeptos da prática defendem que o dia do lixo é uma boa maneira de quebrar a estagnação – ou efeito platô.

Dia do lixo vale a pena?

Muitos fazem o dia do lixo e o vêem como uma grande recompensa pelos “sacrifícios” feitos durante a semana. Mas será que comer de maneira saudável deveria ser um sacrifício? Deveria ser dolorido cuidar da sua saúde? Buscar uma qualidade de vida melhor, com mais longevidade e maior imunidade deveria ser algo penoso?

| • Emagreça até 4 quilos por mês comendo de tudo. Clique aqui, e faça a sua avaliação de peso 🙂

Exagerar na comida, de vez em quando, é normal

É importante ter em mente que o “exagero” é normal – desde que não seja frequente. Afinal, que culpa deveríamos sentir ao comermos demais se estamos numa festa ou celebrando um momento especial com os amigos? É normal atribuirmos a comida a comemorações. Isso acontece desde os tempos bíblicos e já é algo estabelecido culturalmente. Um ou dois exageros no mês não vão te engordar. No entanto, se você viver de exageros, sua saúde será afetada.

A nutricionista Ana Carolina Icó fez uma continha simples para ilustrar o quão nocivo pode ser a prática do dia do lixo:
“Imagine que você determinou todo sábado como o “Dia do Lixo”, ou seja, esse será o dia de comer o que tem vontade e sem pensar na quantidade. Em 1 ano você terá exagerado por 52 dias. Porém, muitas vezes o final de semana inteiro é o período da jacada, então o número de dias de exagero sobe para 104. Vale a pena também incluir nessa conta datas comemorativas (aniversários, casamentos, happy hour e confraternizações) e feriados, quando a saída da rotina também favorece os excessos no consumo alimentar. Adicionando 10 feriados e 20 dias de eventos especiais chegamos a 134 dias de exageros! Se decidir decretar a sexta como outro “Dia do Lixo”, são mais 52 dias, o que totaliza 186 dias de jacada! Se resolver passar metade de um ano extrapolando, terá apenas a outra metade para se dedicar ao emagrecimento. Bom, parece que a dinâmica do “Dia do Lixo” não é tão inofensiva assim, não é mesmo!?”

Viva sem ter “medo” dos alimentos

Ao invés de ver certos alimentos como “vilões”, que tal poder comer de tudo com consciência? Você não precisa se privar do chocolate durante a semana para emagrecer. Ou você acha que só pode sentir prazer aos finais de semana? É totalmente viável manter uma rotina saudável sem ter que fazer restrições malucas e ficar estressado. Ainda duvida de que isso seja possível? Faça sua avaliação de peso no Dieta e Saúde e veja como é possível emagrecer sem deixar de comer o que você gosta!

Saiba mais:

Como diminuir a vontade de comer doce

Aprenda a fazer marmitas saudáveis

Receita de nutella fit

Aproveitar o feriado sem engordar é possível?

Dicas para curtir o feriado sem peso na consciência

Você acabou de entrar no processo de reeducação alimentar e já se deparou com um feriadão? Calma! Nervosismo, desespero e ansiedade não te levarão a nada. Lembre-se que o equilíbrio é a ferramenta principal de uma reeducação alimentar de sucesso. Com um pouquinho de jogo de cintura, você verá como é fácil aproveitar o feriado sem peso na consciência.

Permita-se, mas não perca o foco

Feriados são uma maravilha. Não importa se você vai fazer uma viagem para um lugar exótico, reunir a família em um almoço ou passar todos os dias em casa assistindo filmes. Feriado é sempre bom. E, como qualquer outro feriado, você irá se deparar com alimentos um pouco mais calóricos. E, acredite, está tudo bem. Não precisa se privar de tudo e ir dormir morrendo de vontade! O importante é que você saiba equilibrar as coisas que come. Coloque tudo no seu diário de pontos e veja em qual momento será possível incluir aquele alimento sem que você prejudique sua dieta.

Não faça jejum

Tem gente que fica o dia inteiro sem comer só para poder descontar tudo numa pizza à noite. Isso é prejudicial por diversos fatores. Para começar, essa é uma prática que vai desacelerar seu metabolismo, fazendo com que seu corpo tenha uma maior resistência à insulina e, consequentemente, acumule gordura com mais facilidade.
Sem dizer que a comida vai cair no seu estômago igual uma pedra. Acredite: é muito melhor seguir a dieta normalmente durante o dia e, depois, encaixar aquele alimento mais calórico em alguma das refeições.

Exercite-se!

A melhor maneira de se certificar de que não vai engordar ao comer aquela pizza com os amigos é se exercitar! Vai jantar em algum lugar diferente e sabe que vai exagerar? Tudo bem. Exageros são normais – desde que não ocorram toda hora. Que tal se planejar para suar muito a camisa e depois poder comer sem peso na consciência?

Lembre-se: não é UM feriado que te engorda

Um dia de exageros não engorda ninguém. Pode ficar tranquila em relação a isso. O que engorda é a soma dos maus hábitos alimentares com a falta de exercícios físicos. Portanto, se você já tem uma boa rotina alimentar há um tempo, pratica exercícios físicos, no mínimo, 3 vezes na semana pode ficar tranquilo que um dia só não vai jogar todos os seus esforços no lixo!

Saiba mais:

4 receitas Low-Carb deliciosas e fáceis de fazer

Benefícios do vinho

Dieta e restaurante por quilo combinam?

Aprenda a fazer marmitas saudáveis