Arquivo da tag: café da manhã

7 alimentos para substituir o pão francês

Para a maioria das pessoas, o café da manhã e o lanche da tarde perdem a graça se ele fica de fora. Fácil de combinar, barato e – além de tudo! – muito gostoso, o pão francês é uma ótima fonte de carboidratos para a dieta. Mas, nem sempre, ele cabe na sua cota de calorias e é preciso fazer substituições que não prejudiquem a alimentação. “Cada unidade de pão francês tem, aproximadamente, 150 calorias. É possível pensar em muitas opções nutritivas e saborosas que permanecem nesta faixa”, afirma a endocrinologista Glaucia Duarte, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Mas se a sua vontade é comer pão, tem alternativa bem gostosa e mais nutritiva – e não estamos falando de pão de forma multigrãos. “Essa variedade de pão tem muitas fibras, mas não conta com a crocância e a maciez combinadas do pãozinho de sal”, afirma Glaucia. Veja as dicas de uma equipe de especialistas para incrementar seu cardápio com sugestões cheias de energia e bem saborosas. Aproveite!

Tapioca com recheio leve

Já pensou em incluir tapioca no seu café da manhã ou no lanche da tarde, sem culpa na consciência? A massa ou biju, como é chamado em alguns estados, é feita à base de farinha de polvilho e água, fornecendo os carboidratos necessários para uma refeição. Para não fugir da dieta, basta escolher um recheio light, como ricota e blanquet de peru. “Queijos amarelos devem ficar de fora, eles são fonte de muita gordura e, portanto, de calorias”, completa a nutricionista Daniela Cyrulin, da Nutri & Consult.

Cereal de flocos integrais de milho com leite

Os cereais, assim como o pão francês, são fontes de energia. Para adicionar mais nutrientes à sua refeição, o ideal é buscar versões integrais dos grãos, mais nutritivas por conter substâncias como antioxidantes, vitaminas, minerais, fibras, proteínas e lipídios, além dos carboidratos. A combinação deste cereal com o cálcio do leite é um substituto ideal para o pãozinho.

Pão de centeio

Não tem jeito, o que você quer mesmo é comer pão? Uma boa variação, de acordo com a especialista, é o pão de centeio, feito com farinha integral e rico em minerais, complexo B e fibras alimentares, que ajudam na regulação da função digestiva – benefício mal atendido pelo pão francês, que só fornece carboidratos (nutriente transformado em energia para as atividades diárias). “A receita básica do pãozinho é à base de farinha branca e quase não contém fibras. Ao ser ingerido, ele aumenta a glicemia (açúcar no sangue), estimula a liberação de insulina e, com o tempo, esse mecanismo acaba se refletindo em acúmulo de gordura corporal”, afirma Daniela.

Aveia batida com leite e frutas

A nutricionista Andréia Ceschin de Avelar, especialista em Nutrição Materno Infantil pela Unifesp, sugere uma vitamina de aveia batida com leite e frutas como substituta para o pão francês. “A aveia é fonte de fibras e alguns estudos mostraram que ela traz benefícios ao coração se consumida regularmente. Duas colheres de sopa do grão é a quantidade ideal”, afirma a especialista. As frutas completam essa vitamina, acrescentando um sabor especial e muitas vitaminas.

Iogurte natural com granola

O iogurte natural é rico em vitaminas, como vitamina A e as vitaminas do complexo B. Além disso, é uma grande fonte de cálcio e não contém glúten. Já experimentou misturá-lo com granola? Esse mix traz cereais diversos, castanhas e frutas secas – a versão light, sem açúcar, é ainda mais indicada para quem quer emagrecer. Dentre as castanhas, geralmente estão incluídas castanha-do-pará e castanha de caju, fontes de antioxidantes (substâncias que, que ajudam a retardar o envelhecimento). Das frutas secas, uva passa, banana passa e maçã são as mais comuns. “Não existe uma receita padrão de granola, mas todas as variedades levam alimentos ricos em fibras (cevada, aveia, farelo e gérmen de trigo, flocos de milho, de arroz ou trigo, linhaça)”, afirma a nutricionista Rosana Farah, da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. “A granola oferece os mesmos carboidratos do pãozinho, mas com benefícios extras de com fibras e vitaminas”. Meia xícara de chá é a quantidade ideal a ser consumida por refeição.

Vitamina de aveia, linhaça e leite

A receita traz nutrientes poderosos. O leite é fonte de cálcio, mineral indispensável à boa saúde dos ossos. Opte pelo leite desnatado, com menos gorduras que o integral. Uma colher de sopa de aveia e outra de linhaça completam a mistura rica ômega 3, nutriente que retarda o envelhecimento, a e fibras solúveis ? ideais para controlar os níveis de colesterol, além da função digestiva.

Muesli

Você conhece o muesli? De origem suíça, este cereal reúne flocos de aveia crus, frutas e frutos secos. Há dois tipos: o muesli fresco e o seco. O seco é uma mistura de aveia e pedacinhos de frutas desidratadas, nozes e sementes. Já o fresco é uma mistura de aveia macerada em água ou sucos de fruta, misturado com frutas frescas picadas. Ele contém uma grande variedade de nutrientes, como fibras e vitaminas, e pode ser consumido com leite, frutas ou iogurte natural.

 

Conteúdo tirado do site Minha Vida

O que comer em cada refeição para emagrecer?

Um dos conselhos mais comuns dados por avós a netas que querem emagrecer é “no café da manhã, coma como uma rainha, no almoço, como uma princesa e, no jantar, como uma mendiga”. Mas será que a velha máxima ainda vale? Sim, garante o médico nutrólogo Edson Credidio. A manhã é mesmo o período do dia em que menos engordamos e a noite o momento em que o metabolismo desacelera e o acúmulo de gordura fica favorecido.

Uma pesquisa da Universidade de Minnesota (EUA), realizada com 2.200 adolescentes, confirmou a importância do café da manhã para o processo de emagrecimento ou de manutenção do peso. Cinco anos após o início do estudo, aqueles que tomavam café da manhã diariamente ganharam menos peso e apresentaram Índice de Massa Corpórea (IMC) menor do que os que não tomavam. Além disso, durante o período em que os jovens foram acompanhados, quem comia de manhã mantinha uma alimentação mais saudável ao longo do dia e era mais ativo fisicamente do que quem pulava a refeição.

Além de ajudar a emagrecer, o desjejum faz bem para a saúde. “Entre o intervalo da última refeição e a primeira do dia seguinte, há um longo período em jejum. Mas, também nesta fase, houve a queima de glicose e de glicogênio. Ao acordar, os níveis dessas substâncias estão muito baixos e precisam ser repostos”, explica a responsável pela equipe nutricional do Minha Vida, Roberta Stella.

O café da manhã, portanto, deve ser bem caprichado, aconselha Credidio. “Dessa maneira, você começa o dia com disposição e dispõe de um bom rendimento nas atividades cotidianas”, completa Roberta. Para darem energia, os alimentos do café da manhã devem conter principalmente carboidratos, encontrados nos pães, nas frutas e nas geleias. Além disso, leite e derivados (queijos e iogurtes) fornecem proteínas e cálcio. As fibras, encontradas nas frutas, trazem saciedade e melhoram o funcionamento do intestino.
Segundo Credidio, um bom cardápio é café com leite, duas fatias de pão integral com queijo, cottage ou requeijão, um copo de iogurte com cereais, uma fruta (variar sempre) e oleaginosas (uma noz, uma castanha do Pará e cinco pistaches). Outra opção, mais contida, é uma fatia de pão integral, uma maçã, uma fatia média de queijo minas light e uma xícara de café com leite.

O almoço, a segunda refeição principal do dia, não deve ser omitido ou reduzido. “Ele irá fornecer energia para que possa seguir o dia desenvolvendo as atividades adequadamente. Muitas pessoas relatam que, à noite, sentem muita fome e cometem excessos nesse período. Normalmente, isso acontece quando o almoço foi deixado de lado”, afirma a nutricionista do Minha Vida.

Um exemplo de almoço balanceado é formado por 3 colheres (sopa) cheias de arroz cozido, meia concha média de feijão cozido, um filé médio de peixe cozido, uma colher (sopa) cheia de vagem cozida, uma colher (sopa) cheia de cenoura cozida, três colheres (sopa) cheias de rúcula, duas colheres (sopa) rasas de molho de iogurte e uma fatia pequena de melão de sobremesa.

O jantar, que fecha a alimentação do dia, deve suprir o corpo com os nutrientes que ficaram faltando. “Essa refeição prepara o corpo para o sono. Por isso, deve fornecer energia e volume alimentar adequados, evitando sobrecarregar o organismo”, orienta Roberta. Frutas e verduras são excelentes opções para o jantar. A sugestão do médico nutrólogo Credidio é uma coxa de frango, 100g de couve-flor cozida, 100g de alface, 100g de palmito, 100g de pepino e 100g de uma salada mista de legumes.

É importante lembrar que os lanches entre as refeições principais também são aliados de quem luta contra a balança. Frutas, barrinhas de cereais, iogurtes light, granola, sucos, pães integrais e torradas são alguns dos itens que podem compor os petiscos feitos ao longo do dia.

 

Conteúdo tirado do site Minha Vida

 

 

Pular o café da manhã não ajuda a emagrecer

Refeição é essencial para manter o corpo com energia durante o dia.

Escrevo esse artigo especialmente para aquelas pessoas que acham que ficar sem comer é uma atitude que ajuda na hora do emagrecimento. Quem acredita nisso não poderia estar mais enganado, principalmente quando a refeição que deixa de ser feita é o café da manhã. Muitos estudos comprovaram que pessoas que pulam o café da manhã têm quatro vezes mais chances de ser obesas, comparadas com quem não dispensa essa refeição.

Em um desses estudos, realizado com mais de 3.000 pessoas, a maioria mulheres, que perderam ao menos 15 kg e mantiveram o peso por mais de um ano, verificou-se que 78% tomavam o café da manhã todos os dias, enquanto 5% o faziam seis dias por semana, 5% durante cinco dias e 4% simplesmente pulavam essa refeição. Esses resultados deixam claro que evitar o café da manhã não contribui para a perda de peso.

Feito em casa
Mas, por que o café da manhã é tão importante? É bastante simples. É a primeira refeição do dia, que acorda o nosso corpo, nossas células e enzimas, produzindo maior queima de calorias e gorduras. Ela definitivamente não engorda, desde que não se abuse de pães, bolos, geleias, queijos gordurosos e frios.

É importante também que o café da manhã seja feito em casa sempre que possível. Por incrível que pareça, tomar o café da manhã em alguma padaria ou lanchonete, assim como jantar fora, torna as pessoas mais predispostas a engordar. Isso acontece devido a forma como os alimentos são preparados em cantinas e restaurantes, com mais gordura ou ingredientes muito calóricos, e também porque, ao comer fora, quase sempre se exagera nas quantidades. Se quiser manter o peso, tome seu café em casa.

Mais é melhor
Mesmo que tomar café da manhã seja muito importante para emagrecer e ter energia durante o dia, de modo geral, não se deve pular nenhuma refeição com a intenção de perder peso. Comer com frequência, mas com sabedoria, ajuda a perder ou manter o peso com mais saúde. Alimentar-se de três em três horas evita quedas de glicemia causadas por insulina elevada. Também ajuda a controlar os níveis de cortisol, um hormônio ligado ao estresse, ao envelhecimento precoce e que, quando aumentado, dificulta a perda de peso.

Uma alimentação saudável nem de longe é o mesmo que comer pouco, ou comer menos. Tenha, em cada refeição, uma variedade de verduras, carboidratos, fibras e proteínas para manter o organismo funcionando como um relógio!

Equipe Nutricional do Dieta e Saúde