Arquivo da tag: almoço

Macarrão de abobrinha de 1 ponto DS

Receita retirada do livro “60 cardápios e receitas para perder 8 kg” do Dieta e Saúde.

Ingredientes

  • 3 Abobrinhas cruas
  • 2 dentes de Alho cru
  • 1 colher (sopa) de Azeite de oliva extra virgem
  • 1 xícara (chá) de Molho de tomate caseiro
  • 2 colheres (sopa) de Queijo parmesão ralado light
  • 1 colher (café) de Sal refinado
  • Manjericão cru a gosto

Como fazer

Com o auxílio de uma faca, fatie as abobrinhas em laminas finas, no sentido do comprimento e corte cada fatia em tiras bem finas, como um espaguete. Leve as abobrinhas fatiadas no micro-ondas por aproximadamente 3 minutos, apenas para que amoleçam levemente. Em uma frigideira grande aqueça o azeite e refogue o alho, sem deixar dourar. Adicione a abobrinha, o manjericão e o sal. Misture bem. Porcione o macarrão no prato e sirva com o molho e parmesão.

DICA: Se desejar faça as tiras de abobrinha usando um ralador de legumes, passando-as no ralo grosso no sentido do comprimento.

Informação nutricional

Nível de dificuldade: Médio Tempo de preparo: 40 minutos Rendimento: 6 pegadores Pontuação: 1 ponto DS por porção

Carne moída de forno light

Aprenda a fazer uma saborosa carne moída de forno light. Receita da culinarista Malu Lobo do site Pé da Cozinha.

Ingredientes:

  • 500 g carne moída magra (alcatra ou patinho sem gordura)
  • 1 colher de sobremesa de alho amassado
  • Orégano a gosto
  • 1 cebola média picada
  • 1/2 pimentão amarelo picado em cubos
  • 1 colher de sopa de raspas de limão siciliano
  • 2 tomates sem semente picados
  • 2 xícaras de farinha de aveia ou integral ou de amaranto
  • 1 colher de sopa de azeite extra virgem e mais um pouco para untar
  • 1 pote de requeijão light
  • Queijo mussarela light ralado a gosto
  • Azeitonas fatiadas
  • Tomatinhos cereja.

Modo de preparo:

Refogue a cebola, o alho e o tomate até dourarem, desligue o fogo e coloque esse refogado em cima da carne moída crua,misture bem. Acrescente o orégano, raspas de limão,pimentão e vá adicionando a farinha aos poucos, até obter a consistência de massa, mas não muito seca. Unte o pirex. No pirex e coloque uma camada não muito grossa, cubra com uma camada de requeijão light, espalhe as azeitonas e cubra com o mussarela light. Leve ao forno pré-aquecido por 40-45 minutos ou até dourar!! Se ficar água no fundo deixe assar mais um pouco!

O que comer em cada refeição para emagrecer?

Um dos conselhos mais comuns dados por avós a netas que querem emagrecer é “no café da manhã, coma como uma rainha, no almoço, como uma princesa e, no jantar, como uma mendiga”. Mas será que a velha máxima ainda vale? Sim, garante o médico nutrólogo Edson Credidio. A manhã é mesmo o período do dia em que menos engordamos e a noite o momento em que o metabolismo desacelera e o acúmulo de gordura fica favorecido.

Uma pesquisa da Universidade de Minnesota (EUA), realizada com 2.200 adolescentes, confirmou a importância do café da manhã para o processo de emagrecimento ou de manutenção do peso. Cinco anos após o início do estudo, aqueles que tomavam café da manhã diariamente ganharam menos peso e apresentaram Índice de Massa Corpórea (IMC) menor do que os que não tomavam. Além disso, durante o período em que os jovens foram acompanhados, quem comia de manhã mantinha uma alimentação mais saudável ao longo do dia e era mais ativo fisicamente do que quem pulava a refeição.

Além de ajudar a emagrecer, o desjejum faz bem para a saúde. “Entre o intervalo da última refeição e a primeira do dia seguinte, há um longo período em jejum. Mas, também nesta fase, houve a queima de glicose e de glicogênio. Ao acordar, os níveis dessas substâncias estão muito baixos e precisam ser repostos”, explica a responsável pela equipe nutricional do Minha Vida, Roberta Stella.

O café da manhã, portanto, deve ser bem caprichado, aconselha Credidio. “Dessa maneira, você começa o dia com disposição e dispõe de um bom rendimento nas atividades cotidianas”, completa Roberta. Para darem energia, os alimentos do café da manhã devem conter principalmente carboidratos, encontrados nos pães, nas frutas e nas geleias. Além disso, leite e derivados (queijos e iogurtes) fornecem proteínas e cálcio. As fibras, encontradas nas frutas, trazem saciedade e melhoram o funcionamento do intestino.
Segundo Credidio, um bom cardápio é café com leite, duas fatias de pão integral com queijo, cottage ou requeijão, um copo de iogurte com cereais, uma fruta (variar sempre) e oleaginosas (uma noz, uma castanha do Pará e cinco pistaches). Outra opção, mais contida, é uma fatia de pão integral, uma maçã, uma fatia média de queijo minas light e uma xícara de café com leite.

O almoço, a segunda refeição principal do dia, não deve ser omitido ou reduzido. “Ele irá fornecer energia para que possa seguir o dia desenvolvendo as atividades adequadamente. Muitas pessoas relatam que, à noite, sentem muita fome e cometem excessos nesse período. Normalmente, isso acontece quando o almoço foi deixado de lado”, afirma a nutricionista do Minha Vida.

Um exemplo de almoço balanceado é formado por 3 colheres (sopa) cheias de arroz cozido, meia concha média de feijão cozido, um filé médio de peixe cozido, uma colher (sopa) cheia de vagem cozida, uma colher (sopa) cheia de cenoura cozida, três colheres (sopa) cheias de rúcula, duas colheres (sopa) rasas de molho de iogurte e uma fatia pequena de melão de sobremesa.

O jantar, que fecha a alimentação do dia, deve suprir o corpo com os nutrientes que ficaram faltando. “Essa refeição prepara o corpo para o sono. Por isso, deve fornecer energia e volume alimentar adequados, evitando sobrecarregar o organismo”, orienta Roberta. Frutas e verduras são excelentes opções para o jantar. A sugestão do médico nutrólogo Credidio é uma coxa de frango, 100g de couve-flor cozida, 100g de alface, 100g de palmito, 100g de pepino e 100g de uma salada mista de legumes.

É importante lembrar que os lanches entre as refeições principais também são aliados de quem luta contra a balança. Frutas, barrinhas de cereais, iogurtes light, granola, sucos, pães integrais e torradas são alguns dos itens que podem compor os petiscos feitos ao longo do dia.

 

Conteúdo tirado do site Minha Vida

 

 

5 ideias de pratos perfeitos para o jantar ou almoço

5 ideias de como montar pratos dignos de grandes refeições para o seu jantar ou almoço e que não estragam a dieta

O almoço e o jantar são refeições nas quais espera-se que o consumo de energia e nutrientes seja maior, e é exatamente por isso que são consideradas grandes refeições que merecem lugar garantido no cardápio do dia. Além de ajudar a recarregar as energias para te dar aquele pique e seguir na rotina do dia, nessas refeições normalmente ocorre o consumo de nutrientes que não estão presentes nas outras, como é o caso do ferro presente em carnes, leguminosas e vegetais verde escuro.

Normalmente a dúvida é saber qual a quantidade certa e tipos de alimentos é preciso colocar no prato. Esse é também sua dificuldade? Aqui no Dieta e Saúde separamos um ótimo truque para te ajudar!

Por onde começar?

Comece imaginando uma linha divide o prato ao meio. Metade do prato você deve preencher com alimentos fontes de vitaminas, minerais e fibras, enquanto a outra metade complete com carboidratos e proteínas.

O primeiro a ir para o prato é o grupo de legumes e verduras. Capriche nas cores, tipos e sabores até completar uma metade do prato. Combine crus e cozidos para estimular a mastigação, e comece a refeição por eles. Para temperar aposte nos temperos naturais como azeite, sal, limão e ervas.

Divida ao meio a outra metade do prato e escolha um alimento ou preparação do grupo de cereais tubérculos ou raízes, as grandes fontes de carboidratos. Arroz integral, macarrão, purês, mandioca, batata, farofa, polenta, risotos, lasanhas são alguns exemplos. Se você não consegue escolher entre o arroz e o purê, diminua a quantidade de cada um.

A parte que falta do prato, complete com um alimento ou preparação do grupo de carnes e ovos, como filé de frango, omelete, estrogonofe, carne assada, entre outros. Acrescente ainda uma porção de leguminosas, ou preparações feitas com elas. Se preferir, você pode incluir as leguminosas na salada e assim acompanhar uma massa que por exemplo, substituiu o arroz. Olha aqui alguns exemplos de pratos montados assim! 🙂

jantar1

jantar2

arroz-feijao-costela-e-salada

Inove nas escolhas

Bom, se você é daqueles que não gosta de comer, ou não tem muito tempo de preparar arroz e feijão no jantar e prefere um sanduiche, pode ficar tranquilo. Desde que você faça um “lanche” com cara de jantar, ou seja, de acordo a variedade de nutrientes dos pratos, não há problema algum em se deliciar com um sanduíche na última refeição do dia.

Portanto, nada de comer algumas unidades de biscoito água e sal com margarina e café puro no jantar, faça um sanduíche caprichado com pão integral, atum, tomate picado, cebola, alface, cenoura e molho de iogurte por exemplo. Já sei, vamos aos exemplos para te inspirar!

lanche1

como-fazer-sanduiche-natural

O que achou dessas sugestões?

E se você quer emagrecer sem deixar de comer o que gosta, Clique aqui e faça sua avaliação de peso e tenha acesso a cardápios completos diariamente e fique ainda mais próximo da sua meta 🙂

Veja mais:

Cardápio para emagrecer: sugestão de 30 pontosDS

Cardápio para emagrecer: sugestão de 35 pontosDS

Dia do lixo na dieta