Arquivos da categoria: Uncategorized

Mamão é rico em vitaminas, fibras e ajuda na digestão

Extremamente fácil de ser encontrado, barato e delicioso. Obviamente, estamos falando do mamão! Confira abaixo o texto escrito pela nutricionista Rita Novais;

O mamão é rico em vitaminas A, que é boa para a visão, vitamina C, que é aliada da imunidade, e vitaminas do complexo B, importantes para o sistema neurológico. Além de apresentar ferro, que ajuda a prevenir a anemia, cálcio, que é benéfico para os ossos e dentes, fósforo, potássio, que controla a pressão arterial, carboidratos, que são fontes de energia, fibras, que melhoram o trânsito intestinal, e carotenoides, que são bons para a pele.

Os benefícios à saúde humana são muitos. A papaína presente no mamão auxilia no processo digestivo. Os demais componentes do mamão auxiliam no processo anti-inflamatório, antioxidante, nutritivo, digestivo, diurético, emoliente, laxante e refrescante. Sem dúvida é importante incluir mamão no café da manhã ou na sobremesa, não acham?

A maneira que eu indico para consumir o mamão é na forma natural da fruta, mas ele também pode ser consumido em vitaminas, sorvetes e compotas.
Se você apresenta prisão de ventre, você tem mais um motivo para incluir mamão na dieta, pois a fibra presente no mamão auxilia no funcionamento do intestino, melhorando o trânsito intestinal.

Conteúdo tirado do site Minha Vida.

Estar apaixonado pode ajudar a emagrecer! Entenda:

Emagrecer e namorar não combina? Tem estudo dizendo o contrário!

Com toda certeza, você só ouviu exatamente o contrário do que o título dessa matéria diz.
“Casar engorda” é quase um ditado popular entre nós, não é mesmo? Porém, um estudo muito interessante realizado pela Harvard Medical School está propondo algo que nenhum de nós esperava ouvir (ou ler, nesse caso)!
A seguir, conheça melhor esse estudo:

Então, amar pode emagrecer?

Bom, o que foi observado no estudo é o seguinte: durante beijos, abraços e relações sexuais, nosso organismo libera um hormônio chamado ocitocina.
A ocitocina, produzida pelo nosso cérebro, é responsável pela diminuição do apetite, pela aceleração do nosso metabolismo e, consequentemente, pela perda de peso!

Mas como esse estudo foi feito?

A amostra foi a seguinte: 25 homens atléticos, 13 homens com peso normal e 12 homens com sobrepeso. Sprays com ocitocina foram aplicados sobre alguns, enquanto sprays sem ocitocina foram aplicados sobre outros. Claro, sem que eles soubessem sobre o que aqueles sprays se tratavam.
Depois de 8 semanas, o experimento foi repetido com os mesmos homens da primeira amostra. O resultado? Aqueles que entraram em contato com a ocitocina consumiam menos calorias e tinham um rápido metabolismo.

Conclusão

Pode amar sem medo de prejudicar sua dieta! Mas, obviamente, só a ocitocina não é capaz de salvar uma alimentação repleta de maus hábitos. Que tal alinhar os objetivos do casal e fazer com que os dois juntem forças para buscar uma vida mais saudável? Garantimos que isso só trará benefícios aos dois!

Não consegue emagrecer sozinho? No Dieta e Saúde, você pode conversar com milhares de pessoas que estão buscando o mesmo objetivo que você! Além disso, você também pode falar com nossos profissionais para tirar dúvidas e te ajudar. Baixe aqui e experimente a versão gratuita 🙂

Saiba mais:

Você quer emagrecer por você ou pelos outros?

4 atitudes essenciais para quem quer emagrecer

Caminhar pode emagrecer mais do que academia

4 exercícios mentais que ajudam (e MUITO) a emagrecer

Emagrecer requer muito mais do que apenas fazer exercícios físicos

Já parou pra pensar em quantas vezes comemos sem, sequer, estarmos com fome? Aquelas pequenas “beliscadas” que damos por ansiedade ou impulso não são nada raras. E, quando menos esperamos, o resultado desses “deslizes” aparece escancarado no ponteiro da balança.

Para emagrecer fisicamente é necessário emagrecer mentalmente

A mente é o componente mais importante para atingir qualquer objetivo. É ela que controla nosso comportamento, cria nossas motivações e direciona nossas ações.
Contudo, o maior engano que as pessoas cometem é achar que a mente é uma parte isolada do corpo, que age por si só e que precisamos lutar contra ela.
Isso não é verdade. Nossa mente é o reflexo de nossas vontades; nossa mente somos nós. Você só precisa reeducá-la da maneira correta.

1. Visualize

Se concentre e imagine-se daqui um mês após a inclusão de hábitos saudáveis na sua vida. Pense como você estaria mais disposta, já notando algumas mudanças na silhueta. Depois, tente ir um pouco mais longe e imaginar-se 3 meses depois de continuar com os mesmos hábitos. Agora, você já perdeu 4 números de manequim (ou até mais), não sente cansaço e está tão produtiva que até seu chefe notou e te promoveu! Tudo isso pode acontecer. Só será impossível se você achar que é, afinal, sua mente é quem manda. Acredite no seu potencial e visualize suas futuras conquistas todos os dias.

2. Anote e foque

Sêneca, um dos intelectuais mais admiráveis da história, uma vez, disse: “Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir”. Que tal listar, literalmente, tudo o que você quer conseguir? Não importa se você quer entrar naquelas calças que já não servem há um bom tempo ou se você quer participar de um triatlo: anote tudo!
Depois de separar os objetivos, não se esqueça de anotar, também, o que você está disposto a fazer para conquistar aquilo. Pode ser “vou caminhar por 40 minutos todos os dias” ou “vou evitar alimentos gordurosos e açucarados durante a semana”. Só cabe a você escolher.

3. Descubra onde você costuma errar

Faça uma autoanálise e identifique os fatores que tem te atrapalhado. Será que você tem comido pouco durante o dia e, por isso, tem exagerado à noite? Será que é a falta de exercícios físicos? Será que é muito fast-food? Descubra, anote e leve essa lista com você para qualquer lugar. Posteriormente, veja o que você pode fazer para substituir esses maus hábitos. Por exemplo: se você tem o costume de comer fora e acaba optando sempre por alimentos fritos e gordurosos, você pode se planejar e começar a levar refeições de casa.

4. Saiba escolher bem suas companhias

Calma. Você não precisa parar de andar com seus amigos que não querem saber de emagrecer. Mas, talvez, seja uma boa ideia evitar comer com eles. Se você costuma almoçar com aquele famoso amigo “magro de ruim”, é bem provável que, enquanto você monta um prato equilibrado e saudável, ele estará montando um prato cheio de alimentos pouco nutritivos que, para você, serão vistos como tentações. É bom evitar esse tipo de estresse, né?
Tente fazer suas refeições com pessoas que partilham dos mesmos objetivos que você. Assim, você encontrará motivação sempre que for preciso e saberá que não está sozinha nessa!

Saiba mais:

Pare de subestimar o poder da sua mente e aprenda a dominá-la

6 hábitos que transformam seu metabolismo em uma máquina de queimar gordura

Descubra o melhor tipo de exercício para a sua personalidade

Natal com mais sabor e menos pontos!

Veja como tornar sua ceia mais nutritiva sem abrir mão das delícias

Você pode tornar o cardápio do Natal no seu aliado na perda de peso. Parece impossível? Não se as escolhas foram feitas de maneira sensata. E não pense que pratos mais saudáveis são, necessariamente, sem graça. Dá uma olhadinha e veja como tudo pode ficar uma delícia!

  1. Acerte nas carnes

As que têm mais ?cara? de Natal são o peru e o tender. O pernil também pode fazer parte da festa, mas nada de exageros. Caso haja mais que uma opção de carne, opte apenas por uma. E lembre-se: independentemente da sua escolha, deixe sempre a pele de lado. Ainda que seja a parte mais saborosa,  também é a mais rica em gordura.

  1. Oleaginosas, sim!

Além de características dessa época do ano, também são ótimas fontes de gorduras boas, vitaminas e minerais, que irão proteger o seu coração. Em contrapartida, são alimentos calóricos. Por isso, evite servi-las como aperitivos. Uma dica é utilizá-las com o arroz ou a salada, deixando as preparações diferentes e mais saborosas.

  1. E a farofa?

Para ser um acompanhamento saudável para a sua ceia, evite preparações com bacon, calabresa, ovos fritos e embutidos como o presunto. Use a criatividade e invista em damasco, ameixa, uva-passa e até castanhas. Outra ideia é acrescentar vegetais como cenoura ralada, abobrinha e couve, que deixam sua receita leve e colorida.

  1. Saladas e mais saladas!

São as melhores opções de entrada para qualquer refeição, em qualquer época do ano! Ricas em vitaminas, minerais e fibras, dão sensação de saciedade, evitando exageros durante a noite. Monte sua mesa com no mínimo três opções diferentes e evite servi-las com molhos à base de maionese ou creme de leite, dando preferência para os feitos com iogurte desnatado.

  1. Sobremesas magrinhas

Frutas frescas como melão, melancia, uva, kiwi, morango, cereja e ameixa fornecem poucas calorias e diversos nutrientes. Mas maneire nas versões secas e cristalizadas, que contêm o dobro de calorias. Pensando nos doces, o ideal é preparar uma única opção de sobremesa, evitando, assim, os exageros.

  1. Os brindes da noite

Aproveite o calor da época para preparar sucos refrescantes e diferentes. Uma ideia é fazer coquetéis de frutas sem álcool e até um ponche de frutas. Na hora do brinde, que tal trocar o champanhe por vinho tinto gelado, cheio de antioxidantes? E lembre-se: moderação é sinônimo de sucesso, por isso, limite-se a apenas uma taça.

 

Bruna Pinheiro

Nutricionista Dieta e Saúde

CRN3: 35001