Arquivos da categoria: Dicas

12 dicas para emagrecer de forma saudável e duradoura

Não sabe por onde começar a dieta? Está difícil manter o foco? Confira essas dicas:

postblog

1. Não tenha pressa

Se está acima do peso, pergunte-se há quanto tempo carrega esse excesso.
Então, para que eliminar peso do dia para a noite?

2. Anote tudo o que come

Anote em um aplicativo ou caderno tudo o que comer nos dias úteis e também nos finais de semana. Após visualizar, dê uma nota de 0 a 10 para suas refeições. Sua nota não foi próxima a 10? É hora de mudar seus hábitos alimentares;

Quer ajuda na hora de anotar suas refeições? Assine o aplicativo do Dieta e Saúde e comece agora a emagrecer

3. Não exclua de um dia para outro aquele alimento que só de pensar dá água na boa

Na verdade, nunca o exclua, mas saiba quando e quanto pode ingeri-lo.

4. Deixe o seu prato colorido.

Saladas e legumes devem estar presentes diariamente no almoço e jantar. Preencha metade do seu prato com essas opções que tem pouquíssimas calorias e dão bastante saciedade;

5. Desembale menos e descasque mais

Já ouviu essa frase? Significa que é pra você ter como base da sua alimentação os alimentos frescos e não os que vem dentro de pacotinhos, latinhas etc;

6. Mastigue bem os alimentos

Coma devagar e mastigue bastante os alimentos. Isso é super importante para melhorar sua percepção de saciedade. Se você devora um prato em menos de 10 minutos, não dá tempo do seu cérebro perceber que você se alimentou e é nesse momento que surge aquela necessidade de um doce após a refeição;

7. Evite o consumo de bebidas alcoólicas

Mas se gosta muito, tente reduzir pela metade a quantidade que consome atualmente;

8. Controle a ansiedade.

Encontre uma distração ou um hobby que faça com que a sua atenção desvie da comida. Confira aqui 6 alimentos que combatem a ansiedade

9. Programe-se

Reserve uma hora do seu domingo para deixar legumes e verduras lavados e picados para toda a semana. Dessa forma, você elimina aquela famosa “preguiça de lavar salada” e terá vegetais em todo almoço e jantar;

10. Beba muita água.

Coloque o celular para despertar a cada x horas com o título: tomar água. No aplicativo do Dieta e Saúde, você tem alerta para lembrar o consumo de água. Você também pode saborizar a água com frutas e especiarias que gosta;

11. Confie em você!

Tenha sempre uma atitude positiva. Estar determinada e confiante é mais do que meio caminho andado para atingir o seu objetivo.

12. Amigos da dieta

Rodeie-se de pessoas que torcem pelo seu emagrecimento. Avise sua família e seus colegas de trabalho que essa é a sua meta. Ninguém merece aquela “amiga” que te oferece doces o tempo todo e nem aquele marido que quer pedir pizza 3x na semana;

| • Quer emagrecer sem passar fome e sem deixar de comer o que gosta? Assine o Dieta e Saúde e comece a ter uma vida mais saudável hoje mesmo!

Saiba mais:

Conheça os diferentes tipos de vontade de comer

Bárbara conseguiu emagrecer 27 kg com reeducação alimentar: “Ganhei uma vida”

4 opções de almoço saudável e fácil para todos os gostos

5 ideias de pratos perfeitos para o jantar ou almoço

5 ideias de como montar pratos dignos de grandes refeições para o seu jantar ou almoço e que não estragam a dieta

O almoço e o jantar são refeições nas quais espera-se que o consumo de energia e nutrientes seja maior, e é exatamente por isso que são consideradas grandes refeições que merecem lugar garantido no cardápio do dia. Além de ajudar a recarregar as energias para te dar aquele pique e seguir na rotina do dia, nessas refeições normalmente ocorre o consumo de nutrientes que não estão presentes nas outras, como é o caso do ferro presente em carnes, leguminosas e vegetais verde escuro.

Normalmente a dúvida é saber qual a quantidade certa e tipos de alimentos é preciso colocar no prato. Esse é também sua dificuldade? Aqui no Dieta e Saúde separamos um ótimo truque para te ajudar!

Por onde começar?

Comece imaginando uma linha divide o prato ao meio. Metade do prato você deve preencher com alimentos fontes de vitaminas, minerais e fibras, enquanto a outra metade complete com carboidratos e proteínas.

O primeiro a ir para o prato é o grupo de legumes e verduras. Capriche nas cores, tipos e sabores até completar uma metade do prato. Combine crus e cozidos para estimular a mastigação, e comece a refeição por eles. Para temperar aposte nos temperos naturais como azeite, sal, limão e ervas.

Divida ao meio a outra metade do prato e escolha um alimento ou preparação do grupo de cereais tubérculos ou raízes, as grandes fontes de carboidratos. Arroz integral, macarrão, purês, mandioca, batata, farofa, polenta, risotos, lasanhas são alguns exemplos. Se você não consegue escolher entre o arroz e o purê, diminua a quantidade de cada um.

A parte que falta do prato, complete com um alimento ou preparação do grupo de carnes e ovos, como filé de frango, omelete, estrogonofe, carne assada, entre outros. Acrescente ainda uma porção de leguminosas, ou preparações feitas com elas. Se preferir, você pode incluir as leguminosas na salada e assim acompanhar uma massa que por exemplo, substituiu o arroz. Olha aqui alguns exemplos de pratos montados assim! 🙂

jantar1

jantar2

arroz-feijao-costela-e-salada

Inove nas escolhas

Bom, se você é daqueles que não gosta de comer, ou não tem muito tempo de preparar arroz e feijão no jantar e prefere um sanduiche, pode ficar tranquilo. Desde que você faça um “lanche” com cara de jantar, ou seja, de acordo a variedade de nutrientes dos pratos, não há problema algum em se deliciar com um sanduíche na última refeição do dia.

Portanto, nada de comer algumas unidades de biscoito água e sal com margarina e café puro no jantar, faça um sanduíche caprichado com pão integral, atum, tomate picado, cebola, alface, cenoura e molho de iogurte por exemplo. Já sei, vamos aos exemplos para te inspirar!

lanche1

como-fazer-sanduiche-natural

O que achou dessas sugestões?

E se você quer emagrecer sem deixar de comer o que gosta, Clique aqui e faça sua avaliação de peso e tenha acesso a cardápios completos diariamente e fique ainda mais próximo da sua meta 🙂

Veja mais:

Cardápio para emagrecer: sugestão de 30 pontosDS

Cardápio para emagrecer: sugestão de 35 pontosDS

Dia do lixo na dieta

Fazer dieta com amigas emagrece duas vezes mais

Dieta entre amigas ajuda a emagrecer

Conteúdo do site Vestir e maquiar

Você é daquelas pessoas que tentam, mas nunca conseguem levar a dieta até o final? Sempre aparecem aqueles amigos inimigos da dieta e te levam a consumir alimentos calóricos acabando com o seu objetivo?

Pois bem, saiba que para isso tem uma solução, faça uma aposta com esses amigos relacionada com a perda de peso. Isso mesmo! Proponha uma meta em um determinado período, quem perder mais peso ganha a aposta.

Quando você consegue convencer os amigos eles passam de inimigos da dieta para amigos, pois colocam o foco na perda de peso e começam a controlar tudo que consomem durante o dia.

AMIGAS ATÉ NA HORA DE MALHAR

Ninguém gosta de fazer dieta ou frequentar uma academia sozinha, nem mesmo fazer caminhadas ao ar livre. Você sabia que mulheres que malham juntas e fazem dieta juntas emagrecem muito mais? A companhia ajuda a elevar a autoestima e a não deixar que a outra desista, pois tendo quem convide e incentive você a continuar é fundamental para quem quer perder peso.

Muitas vezes o desânimo e o cansaço fazem com que você queira para com as atividades físicas, mas quando você tem alguém que está a sua espera contando com aquele momento para se exercitar e controlar a alimentação, você com certeza segue em frente e esquece o desânimo.

EMAGRECER ENTRE AMIGAS FUNCIONA, SIM!

Estudo realizado no Reino Unido, é muito mais fácil manter-se motivado quando se tem a companhia de amigas para praticar exercícios e manter os hábitos alimentares controlados. Controlar a alimentação é muito mais divertido quando se tem companhia que entra na sua mesma jogada, ou seja, quando as amigas se propõem a fazer dieta junto com você. Fazer uma aposta é a melhor maneira de manter a autoestima elevada, pois no final quem perder mais peso ganha. Que tal convidar as amigas para fazer uma aposta e emagrecer rapidinho?

• Quer emagrecer até 4 quilos por mês sem deixar de comer o que gosta? Clique aqui, e comece agora

Saiba mais:

“Dizem que pareço 10 anos mais jovem” – Conheça a história de Izabel, que conseguiu emagrecer 27kg com o Dieta e Saúde

Jaqueline conseguiu emagrecer 30kg em 1 ano com a ajuda do Dieta e Saúde

“Aprendi um estilo de vida pra sempre, não uma dieta de emagrecimento” – Conheça a Alice que eliminou mais de 19kg

Excesso de peso matou 4 milhões de pessoas em 1 ano

Quando dizem que obesidade mata, não é brincadeira

Aproximadamente 30% da população mundial está acima do peso — desses, 600 milhões de adultos e 150 milhões de crianças têm índice de massa corporal (IMC) acima de 30, o que acusa obesidade. Mas mesmo quem está abaixo desse valor deve se preocupar: das 4 milhões de mortes atribuídas ao excesso de gordura em 2015, quase 40% ocorreram entre sujeitos com IMC entre 25 e 30, considerado apenas como sobrepeso.

Os dados, que fazem parte de um novo levantamento da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, revelam “uma crescente e perturbadora crise de saúde pública global”, como definem os autores da investigação. A avaliação é significativa porque incluiu 195 países e territórios – e os resultados foram obtidos ao longo de 35 anos de observação.
Não faça parte dessas estatísticas! Assine o Dieta e Saúde e garanta uma vida muito mais saudável!

| • Não faça parte dessas estatísticas! Assine o Dieta e Saúde e garanta uma vida muito mais saudável!

Os cientistas analisaram inúmeros relatórios sobre a relação da obesidade com variadas disfunções. Além disso, basearam-se em outro grande estudo que verificou o impacto de mais de 300 doenças ao redor do globo.
“As pessoas que ignoram o aumento de peso fazem isso por conta e risco: risco de doenças cardiovasculares, diabetes, câncer e outras condições que ameaçam a vida”, diz Christopher Murray, um dos autores da pesquisa. E, mais do que a longevidade, cabe ressaltar a qualidade de vida. Segundo o levantamento, em 2015 a soma de anos vividos com alguma consequência considerável do excesso de peso — de câncer a hipertensão — entre a população mundial chegou a incríveis 120 milhões.

A maior taxa de obesidade entre crianças e jovens é a dos Estados Unidos, com quase 13%. Em adultos, o país campeão nesse quesito é o Egito, com alarmantes 35%. Ao total, 2,2 bilhões de indivíduos no planeta enfrentam problemas com a balança, e o novo documento só reforça que o excesso de peso é uma das questões de saúde pública mais desafiadoras da atualidade.

*Conteúdo originalmente publicado pelo site da Saúde

Mulheres obesas sofrem mais com sintomas da menopausa

Excesso de tecido adiposo pode tornar esse período ainda pior

Passar pela menopausa é complicado para qualquer mulher. Mas, infelizmente, pode ser mais complicado ainda para mulheres com excesso de peso.
Estudando mais de 700 brasileiras com idades entre 45 e 50 anos, os especialistas também encontraram uma relação entre o índice de massa corporal (IMC) elevado e o aumento de outros problemas da menopausa, como dores articulares e musculares.

| • Quer começar a emagrecer hoje mesmo? Assine o Dieta e Saúde e veja como perder peso é muito mais fácil do que parece!

“Em algumas avaliações, o emagrecimento e a atividade física se mostraram formas eficientes de diminuir as ondas de calor em mulheres obesas”, diz JoAnn Pinkerton, diretora da NAMS. “Isso estimula um estilo de vida saudável”, completa.

Outra razão para ficar de olho na balança: em 2015, um levantamento publicado no JAMA Oncology evidenciou que o excesso de peso durante a menopausa aumenta o risco de câncer de mama em 58%. Todos esses indícios reforçam a importância de que a saúde feminina seja abordada sob variados aspectos.

Matéria publicada originalmente no site da Saúde

Saiba mais:

Sedentarismo deixa mulheres 8 anos mais velhas

Obesidade no Brasil aumenta 60% em 10 anos

Reclamar demais engorda

A negatividade pode ser pior do que imaginávamos

Você costuma reclamar muito? Cuidado! Esse hábito aumenta os níveis de cortisol no organismo. Para quem não sabe, o cortisol é um hormônio que ajuda nosso corpo a controlar o estresse, assim como os níveis de açúcar no sangue e a pressão arterial. Más notícias para os reclamões: altos níveis de cortisol estão diretamente relacionados com o ganho de peso.

Você sabia que manter um estilo de vida saudável é uma ótima maneira de controlar o estresse? Se você quer começar a viver com mais tranquilidade e qualidade, assine o Dieta e Saúde, nós te ajudamos nessa!

Confira a matéria publicada pelo site do Minha Vida:

De acordo com o cientista e filósofo Steve Parton, do Psych Pedia, esses hábitos negativos reestruturam o cérebro, facilitando o surgimento de novos pensamentos ruins no futuro, de forma aleatória. Inclusive, reclamar demais pode até enfraquecer o sistema imunológico, provocando o aumento da pressão arterial.
Parton explica que as informações dentro do cérebro fluem de um neurônio para o outro através das sinapses. Estas, por sua vez, são separadas por um intervalo chamado fenda sináptica. Quando você tem um pensamento, um pulso elétrico sinaliza a sinapse para disparar uma reação através da fenda para a outra sinapse, formando uma ponte para o sinal elétrico.
“Toda vez que essa carga elétrica é acionada, as sinapses ficam mais juntas, diminuindo a distância que a carga elétrica tem que atravessar”, afirma Parton. Dessa forma, quanto mais você faz comentários ruins e reclamações, mais facilmente esses pensamentos serão repetidos pelo seu cérebro.

“Pela repetição do pensamento, você aproxima cada vez mais as sinapses que representam essas inclinações negativas e, quando surgir o momento oportuno, o pensamento que surgirá primeiro será o que tem a menor distância para percorrer, o que irá criar uma ponte entre sinapses mais rápido”, explicou o cientista.

Além disso, a raiva e a frustração geradas pelas reclamações fazem o organismo liberar cortisol, o hormônio do estresse. O aumento do cortisol no organismo contribui para uma maior pressão arterial e colesterol, enfraquecimento do sistema imunológico e problemas de aprendizagem e memória, de acordo com Parton. Os efeitos do cortisol podem também contribuir para o aumento do risco de diabetes, doenças cardíacas e obesidade.

O cientista também alerta que conviver com pessoas negativas e que reclamam muito pode ter um efeito ruim igualmente ruim na sua saúde. Isso acontece por causa da empatia, que mesmo inconscientemente nos faz compartilhar as emoções de nossos amigos, realizando sinapses semelhantes em nossos próprios cérebros.

Saiba mais:

Conheça as 8 profissões que mais engordam

O que comer à noite para não engordar?

Como acabar com o pensamento gordo

8 dicas para mudar sua mente

É só começar a dieta que já te dá aquela vontade maluca de comer tudo o que vier pela frente? Calma, esse comportamento é natural e você, com certeza, não está sozinha. Para te ajudar a acabar com esse problema, a nutricionista Roberta Stella separou algumas lições valiosas .

| • Quer emagrecer sem deixar de comer o que gosta? Clique aqui e assine o Dieta e Saúde, nós te ajudamos na sua meta!

1. Mude seus conceitos

Não encare verduras, legumes e frutas como um sacrifício para emagrecer. Eles são fundamentais em uma alimentação saudável e precisam fazer parte da sua rotina alimentar. Sem contar que, devido à variedade de nutrientes que contêm, trazem diversos benefícios ao seu corpo. Além disso, existem tantas opções, que é impossível odiar todas. Alguma, certamente, agrada o seu paladar.

2. Direcione seu foco

Está claro que você precisa estar atento a tudo que leva à boca quando está de dieta, mas isso não significa que seu pensamento deve estar totalmente voltado para a comida. Quando não estiver na hora das refeições, faça alguma coisa que te distraia como ler um livro, ouvir música ou assistir a um filme. Isso evita que você pense excessivamente nos alimentos.

3. Previna-se das tentações

Caso você ainda se sinta vulnerável diante das suas delícias preferidas, evite dar de cara com elas. Não se exponha a situações de risco. Na hora das compras, fuja das gôndolas e corredores que abrigam os alimentos tentadores, como bolachas recheadas e chocolates, por exemplo.

4. Escape das armadilhas

Você não precisa deixar de sair com seus amigos só porque eles sempre pedem sua sobremesa preferida. E também não precisa nem deve ficar chupando o dedo. Não hesite na hora da sobremesa: peça uma fruta. Se surgirem comentários descritivos das sobremesas saboreadas pela turma, mude de assunto.

5. Mire no alvo

Se você está pensando em matar uma das refeições principais para se esbaldar com um doce, afaste esta ideia para bem longe. Jamais pule uma refeição para compensar com um doce ou salgado muito calórico. O máximo que você consegue é, em vez de economizar calorias, se privar de diversos nutrientes.

6. Na dúvida, fique com o trivial

Diante da variedade dos cardápios de restaurantes, opte pelos pratos mais simples, que, certamente, serão os menos calóricos. Prefira um prato de arroz, feijão, carne grelhada, legumes e verduras a uma fatia de torta ou quiche com salada e molho.

7. Abandone o radicalismo

Mude seus hábitos alimentares visando um cardápio balanceado, que favoreça sua saúde. Nenhuma restrição excessiva é saudável. Portanto, nada de pular o café-da-manhã para abusar no almoço. Planejando todas as refeições, você não chega afoito e faminto em nenhuma delas.

8. Aja e pense positivo

Esqueça a ideia de que, para emagrecer, é preciso passar fome. Certamente, você vai sentir mais vontade de devorar qualquer prato. A partir daí, mude também as suas atitudes, programando suas refeições, que devem somar cinco a seis por dia (café da manhã, almoço, jantar e pequenos lanches intermediários). É comum as pessoas que seguem uma orientação nutricional questionarem a quantidade dos alimentos que vão ingerir, ao seguirem o cardápio programado. Elas duvidam que irão emagrecer, comendo mais do que costumam comer, conta Roberta. Ela explica que, optando por alimentos mais saudáveis e com menor pontuação, dá sim para treinar mais a mastigação, quando se está de dieta. Além disso, uma alimentação saudável permite que você consuma uma variedade maior de nutrientes.

Saiba mais:

Exercícios mentais que ajudam a emagrecer

Benefícios da caminhada para o corpo e a mente

Dicas para aumentar a saciedade

Nada de passar fome durante o processo de emagrecimento

Você acaba de comer e já sente fome? Talvez você esteja errando na escolha dos alimentos. Alimentos ricos em fibras, proteínas e água possuem uma maior capacidade de controlar nosso apetite. Afinal, eles nos mantém saciados por mais tempo. O site Minha Vida separou dicas valiosas para você nunca mais passar fome na dieta.

| • Quer emagrecer sem passar fome e sem deixar de comer o que gosta? Assine o Dieta e Saúde e comece a ter uma vida mais saudável hoje mesmo!

1. Café da manhã reforçado

Para não sentir fome ao longo do dia, o ideal é saborear um café da manhã rico em nutrientes, assim não chegamos na hora do almoço querendo abocanhar tudo o que vemos pela frente.
“A mistura de uma xícara de frutas picadas coberta com um pote de iogurte light, duas colheres de sopa de granola e uma colher de sopa de geleia resulta em um sabor intenso que mata a vontade de comer doce ao longo do dia”, recomenda a nutricionista Cyntia Antonaccio, da Equilibrium Consultoria.”Essa mistura é rica em fibras e, além de não prejudicar o regime, ajuda a não sentir fome”.
De acordo com a nutricionista Patrícia Bertolucci, é importante não deixar alguns grupos de alimentos de fora do desjejum. São eles:

Cereais integrais:

prefira a versão integral dos carboidratos, que auxilia no trânsito intestinal, já que possuem mais fibras. Eles também contribuem para a saciedade, pois demoram mais para serem digeridos.

Laticínios:

as proteínas presentes nos laticínios oferecem maior saciedade, pois a digestão é mais lenta, retardando o esvaziamento gástrico e, consequentemente, a fome.

Frutas:

são excelentes fontes de fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes vitais para o bom funcionamento do nosso corpo. As frutas de cor alaranjada, ricas no pigmento betacaroteno, como o mamão, contém vitamina A, que é importante para manutenção da saciedade.

Vitamina poderosa

No meio da tarde ou antes do almoço, uma aliada para espantar a fome é a vitamina. Com os ingredientes certos, você aproveita todos os benefícios e garante muita saciedade. “Optar pelas vitaminas com alimentos de cor alaranjada (cenoura, laranja, mamão), também é uma ótima opção para afastar a fome. Sem contar que a vitamina A, presente nessas frutas e legumes, auxiliam o funcionamento dos pulmões e do coração, dos olhos e do sistema imunológico”, explica a nutricionista Patrícia Bertolucci.

Receita de Smoothie de mamão

Ingredientes
– 1 fatia de mamão
– 3 ameixas pretas sem caroço deixadas de molho
-1 colher (sobremesa) de semente de linhaça triturada
– ½ copo de leite de soja gelado

Modo de preparo
Coloque as ameixas e a água das ameixas no liquidificador. Junte o restante dos ingredientes e bate no liquidificador. Sirva em seguida.

2. Almoço

Para a hora do almoço, existem diversas opções de pratos que ajudam a manter a saciedade e te livram da fome que aparece no meio da tarde.

Aposte no arroz com feijão

A dupla é aliada da dieta. O arroz possui várias vitaminas do complexo B, carboidratos, cálcio, folato e ferro. Já o feijão é um alimento rico em proteína vegetal, fibras, fonte de ferro e vitaminas do complexo B. “Ele é um tipo de amido resistente, ou seja, o carboidrato do feijão demora mais tempo para se transformar em glicose (açúcar no sangue), evitando picos de insulina e que o metabolismo fique lento”. “Além do valor nutricional, a ingestão do arroz com feijão proporciona uma saciedade de longa duração, muito diferente do hambúrguer, por exemplo, que nos faz sentir empanturrados e, em pouco tempo, sentir fome”, diz Patrícia Bertolucci.

Vegetais até o talo

Outra dica para deixar seu almoço farto de nutrientes, é apostar nos talos de vegetais, que ajudam a dar sustância. “Eles deixam as refeições mais completas já que apresentam um número grande de nutrientes, assim a fome demora mais para voltar. Podemos optar pelos talos de couve-flor, nabo, beterraba e adicioná-los a farofas, no cozimento do arroz e em sopas. As opções são super variadas”, diz a nutricionista Patrícia.

3. Uma dica para o jantar

Para que o jantar esteja equilibrado, é necessário ter um alimento de cada grupo alimentar, no entanto, consumidos em menores quantidades. “Assim, a fome não aparece no meio da noite e acordamos com o apetite controlado para o café da manhã”, diz Patrícia. O jantar deve conter:

– Carboidratos (arroz integral, batata, macarrão integral)
– Leguminosas (feijão, soja, grão de bico)
– Carne (frango, carne vermelha magra, peixe)
– Verduras (alface, rúcula, agrião)
– Legumes
– Frutas (maçã, pera, uva)

Aposte nas folhas

As folhas verdes são campeãs de fibras e também contam com outra particularidade quando o assunto é saciedade. “Elas exigem muita mastigação. Este é um mecanismo fundamental para o cérebro avisar a hora certa de você parar de comer”, explica Patrícia. “Não deixe de acrescentar ao seu prato alimentos ricos em fibras (alimentos integrais), que possuem baixo índice glicêmico e dão uma sensação de saciedade maior, evitando a fome alguns minutos depois do jantar”, dia a nutricionista.

Saiba mais:

19 formas fáceis de seguir uma alimentação saudável

Como consumir mais frutas, verduras e legumes

10 alimentos que nos deixam mais felizes

5 opções para manter o corpo bem hidratado

13

Você sabia que mais da metade do nosso corpo é composto por água? Dito isso, imagine o quão importante é a hidratação para o nosso organismo! A água ajuda a regular a temperatura do corpo, hidrata a pele, ajuda a filtração dos rins, a eliminação de toxinas da alimentação e muito mais.

No entanto, você não precisa beber só água para se manter hidratado. Confira algumas opções diferentes para você se manter muito bem hidratado.

| • Quer saber se você está se hidratando da maneira correta ou se está se alimentando bem? Assine o Dieta e Saúde!

1. Água de coco:

pode ser utilizada principalmente para quem pratica atividades físicas, isso porque, além de hidratar, a água de coco irá fornecer carboidratos (nutriente responsável em fornecer energia ao nosso corpo), além de repor sais minerais que são perdidos com o suor. No entanto, a bebida possui valor calórico e não substitui a ingestão de água.

2. Chás de ervas:

podem ser grandes aliados de quem quer emagrecer, já que apresentam baixo valor calórico. Além disso, possuem efeitos diuréticos colaborando para amenizar o problema de quem sofre de retenção de líquidos.

3. Suco de fruta natural:

são ótimas fontes de vitaminas, minerais e fibras essenciais ao funcionamento adequado do organismo. Os sucos naturais irão ajudar a aumentar a ingestão de líquidos, mas também não devem substituir a ingestão de água. Dê preferência por sucos em que há adição de água, pois assim, você irá ingerir menos calorias. Por exemplo, para o preparo de um suco de laranja, é preciso cerca de 4 unidades de laranja, por isso, embora seja uma bebida bastante saudável é mais calórica. Já um suco de abacaxi em que há menor concentração da fruta e mais água, apresenta menor valor calórico. As melhores opções são limão, abacaxi, maracujá, melancia, melão, acerola, adoçados com adoçante.

4. Suco de frutas com verduras ou legumes:

a combinação de verduras e legumes com sucos de frutas torna a bebida muito mais rica em nutrientes, isso porque, cada alimento é responsável em fornecer algum nutriente em específico ao nosso organismo, por isso, a combinação irá aumentar o valor nutritivo, sem impactar no valor calórico da bebida, já que a maioria dos vegetais são compostos basicamente por água. Por exemplo, o suco de laranja é fonte de vitamina C e ao combiná-lo com a couve, iremos fornecer ao nosso corpo cálcio, fibras e potássio.

5. Vitamina de frutas:

para quem tem rejeição ao leite puro, uma excelente forma de introduzi-lo na alimentação é batê-lo com alguma fruta, dessa maneira é possível aumentar a ingestão de cálcio, mineral importante encontrado nos leites e derivados, e que é essencial para saúde e manutenção óssea. Todas as frutas podem ser utilizadas, desde que com moderação. As mais comuns são banana, morango, mamão, maçã, maracujá. Para não comprometer o emagrecimento e mesmo assim ter uma vitamina igualmente nutritiva, a dica é substituir o leite integral pela versão desnatada. Também vale trocar o açúcar pelo adoçante ou mesmo, aproveitar o próprio sabor doce das frutas e não adoçar a bebida.

Saiba mais:

Comer à noite pode ajudar a emagrecer

O que comer antes de dormir?

Festa Junina e dieta

Dicas para aproveitar as festas sem comprometer seu emagrecimento

O mês de junho chegou e já tem muita festinha rolando! Paçoca, cocada, pé de moleque, quentão, milho… A variedade dos alimentos é enorme e, por causa disso, muita gente fica desanimada achando que não vai poder frequentar nenhum “arraiá”. Pois temos boas notícias: é possível curtir muito essa festinha tradicional sem prejudicar sua dieta! O segredo é o equilíbrio, lembra?

| • Quer reeducar sua alimentação, mas não sabe por onde começar? Assine o Dieta e Saúde e veja como é fácil!

1. Se alimente durante o dia

Não chegue à festa com fome. Antes de sair de casa faça um lanche (sanduíche, barra de cereais, fruta ou vitamina), assim você evita consumir muito mais alimentos do que deveria e fica mais fácil comer somente aquilo que gosta muito.

2. Aproveite o milho

O milho é uma excelente fonte de energia e principalmente de fibra, que auxilia no bom funcionamento do intestino. Mas, é preciso tomar cuidado, quando for comprá-lo, dispense os ingredientes que deixam o alimento super calórico, como a manteiga.

3. Não passe vontade, mas tenha consciência

Os docinhos da festa são realmente tentadores e sentir vontade de devorar todos eles, é normal. Para aproveitar a festa sem prejuízos à dieta, a dica é optar por porções menores, suficientes para saciar a vontade e sentir o sabor. Divida a maçã do amor com um amigo, experiente um pedaço pequeno de pé de moleque e se exagerou na cocada, deixe a canjica para outro dia.

4. Modere na bebida

Cuidado com as bebidas alcoólicas, como o vinho quente e o quentão. O álcool possui muitas calorias, por isso, tenha moderação na ingestão. Especialmente em receitas que ainda contam com açúcar.

5. Lembre-se que a festa não é só sobre comida

Lembre-se que a comida não é o único atrativo da festa. Em festas como essa dá para dançar, conversar, paquerar e se divertir nas barracas de brincadeiras também para adultos. Só isso rende distração suficiente para que não existam exageros.

6. Vá com calma

Não precisar comer todos os itens em um único dia de festa. Lembre-se que a Festa Junina dura o mês inteiro, por isso, deixe para experimentar um salgado e um doce a cada comemoração, assim, ao final de junho você terá consumido todas as preparações que gosta sem prejudicar seu emagrecimento.

7. Não leve a festa pra casa

Evite levar um bolinho para o café da manhã ou um caldo verde para o jantar. Programe-se para comer esses alimentos na própria festa. Vale até dividir os quitutes com alguém para experimentar algumas guloseimas sem comprometer a dieta.

Saiba mais:

Como diminuir a vontade de comer doces

Aproveitar o feriado sem engordar é possível?