Deixar de consumir glúten pode aumentar risco de diabetes. Entenda:

Estudo feito pelo Departamento de Nutrição de Harvard mostra que abandonar o glúten pode não ser uma boa ideia

Ultimamente, o glúten vem sendo visto como um grande vilão das dietas. A oferta de alimentos sem glúten (ou gluten-free) é cada vez mais frequente nas prateleiras dos supermercados.
Além disso, muitas pessoas tiram esse nutriente de sua dieta sem, ao menos, saber o que é essa proteína e sem consultar um especialista antes. Porém, um estudo chegou para provar que, se você não tem intolerância ao glúten, não tem porquê excluí-lo da sua vida.

O estudo

Harvard, universidade renomada mundialmente, fez uma pesquisa que mostrou que eliminar o consumo de glúten aumenta o risco de diabetes. Para a amostra, foram selecionadas 200 mil pessoas, e o estudo durou 30 anos. Os resultados mostraram que o risco de desenvolver diabetes era 13% maior entre aqueles que não consumiam alimentos com esse nutriente. A justificativa: ao deixar de consumir glúten, os indivíduos passavam a ingerir menos fibras.
Não entendeu ainda? Vamos explicar melhor: ingerir fibras faz com que os carboidratos sejam absorvidos mais lentamente, o que resulta em menores taxas de glicose na corrente sanguínea e, consequentemente, reduz o risco de adquirir diabetes.

Observações sobre o glúten

A retirada do glúten da dieta pode, sim, ser necessária em alguns casos. Aqueles que são celíacos – pessoas totalmente intolerantes ao glúten – apresentam uma inflamação na parede do intestino quando consomem esse nutriente. Portanto, é muito importante consultar um médico especialista. Somente um profissional capacitado está apto a recomendar esse tipo de restrição.
A retirada do glúten da alimentação, geralmente, resulta em um desinchaço, o que faz com que os modismos que envolvem as dietas gluten-free ganhem muitos adeptos. A pessoa que tira essa proteína da alimentação sem ter uma boa justificativa médica pode pensar que está se beneficiando (emagrecendo, por exemplo) sem saber que, na verdade, pode estar adquirindo graves problemas a longo prazo.

Já pensou como seria ter nutricionistas para tirar suas dúvidas sempre que for preciso? Os assinantes do Dieta e Saúde já têm essa ajudinha! Baixe o aplicativo aqui e experimente a versão gratuita 🙂

7 ideias sobre “Deixar de consumir glúten pode aumentar risco de diabetes. Entenda:

  1. Alessandra

    Não curti a matéria, o tema é pelo menos duvidoso, alegar que não comer glúten ocausionará falta de fibras na minha opinião é grotesco porque existem muitas outras fontes de fibras, muito mais interessantes aliás, obviamente se a pessoa tira uma fonte de alimentos deve substituir por outra, e o ponto principal não é a retirada do glúten que causa diabetes e sim a retirada de fibras de “baixa qualidade” que causa diabetes.

    Responder
    1. Bruna Maciel Autor do post

      Oi Alessandra, tudo bem?

      Sim, nós concordamos com você em relação às fibras com a Diabetes, porém o intuito da matéria foi mostrar a importância do glúten na alimentação para aqueles que não são diagnosticados com doença celíaca (intolerantes à essa proteína).
      O que queremos dizer é que ao retirar-se os alimentos que possuem glúten, sejam eles bolos, bolachas, massas, biscoitos e pães, por exemplo, poderá acarretar em uma alimentação com uma quantidade inferior de fibras, já que nesses alimentos encontramos tipos de grãos, principalmente se for a versão integral. Assim, podemos relacionar o baixo consumo de fibras com um posterior diagnóstico de Diabetes.

      Responder
  2. Pingback: Kefir:conheça o alimento que promete emagrecer e melhorar seu intestino

  3. Pingback: Kefir: benefícios, pra que serve e como fazer - Blog DS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *